1 of 20
2 of 20
3 of 20
4 of 20
5 of 20
6 of 20
7 of 20
8 of 20
9 of 20
10 of 20
11 of 20
12 of 20
13 of 20
14 of 20
15 of 20
16 of 20
17 of 20
18 of 20
19 of 20
20 of 20

doc

Verificar informações relacionadas ao cache

É possível utilizar a extensão ModHeader do Google Chrome para incluir headers de debug em suas requisições. Esses headers retornarão diferentes indicadores sobre o cache.

Para verificar esses indicadores, como o tempo de cache da página ou objeto e quanto tempo falta para a próxima expiração, siga os seguintes passos:

  1. Instale a extensão ModHeader clicando no botão Add to Chrome.
  2. Clique no Ícone das Extensões no seu Google Chrome e selecione a extensão Modheader; a página Profile será exibida.
  3. Selecione o item Request headers e preencha os campos de acordo com as seguintes informações:
    • Name: Pragma
    • Value: azion-debug-cache
  4. Clique no ícone Pause Modheader.
  5. Reinicie a extensão clicando no ícone Start Modheader.

Siga os passos a seguir para habilitar as Developer Tools do Google Chrome para acessar as informações:

  1. Abra o Google Chrome.
  2. Clique no botão Personalize e controle o Google Chrome na barra de ferramentas.
  3. Selecione a opção Mais ferramentas > Ferramentas do desenvolvedor.
  4. Selecione a aba Network.
  5. Acesse a página na qual a informação está sendo cacheada.
  6. Selecione o conteúdo cacheado entre as requisições disponíveis.
  7. Selecione a aba Headers.

As informações de cache aparecerão de acordo com os seguintes campos:

Campo Descrição
X-Cache Status da requisição, podendo ser HIT, MISS, EXPIRED, UPDATING ou STALE.
X-Cache-Key Chave de cache do objeto, normalmente utilizada a combinação de host + URI + argumentos.
X-Cache-File Arquivo de cache do objeto, sendo ele composto do md5 da chave de cache.
X-Cache-Since Unix Time Stamp* da entrada do objeto em cache.
X-Cache-Expire Unix Time Stamp* da saída do objeto em cache.
X-Cache-Expire-In Tempo restante do objeto em cache contabilizados em segundos.
X-Cache-Valid Tempo configurado para o objeto no cache. Este tempo pode ser configurado incondicionalmente no webserver ou pode vir da origem via headers Cache-Control.
X-Cache-Config ID da configuração do virtual host no webserver. Este valor é gerado pelo RTM.
X-Cache-ID Identificador único da requisição.

*O Unix Time Stamp pode ser convertido em formato humano utilizando o site http://www.unixtimestamp.com/.


Não encontrou o que procurava? Abra um ticket.