Real⁠-⁠Time Metrics

Real-Time Metrics é um produto de Observe que fornece acesso a métricas em tempo real, através de gráficos, para que você analise os eventos de suas aplicações e produtos configurados na Azion. Ele também ajuda a otimizar seu uso dos produtos da Azion e como o seu conteúdo é entregue.

Ao analisar dados com o Real-Time Metrics, você consegue verificar e acompanhar o comportamento de suas aplicações o mais próximo possível do tempo real. O Real-Time Metrics permite que você:

  • Obtenha insights sobre o desempenho de suas aplicações.
  • Verifique a disponibilidade de seu conteúdo.
  • Quantifique os acessos e o tráfego de seu conteúdo.
  • Veja economia de banda.
  • Encontre ameaças de segurança em tempo real.
  • Resolva problemas em tempo real.
  • Compare os dados de suas aplicações em intervalos de tempo diferentes.

O Real-Time Metrics busca seus dados e métricas usando a Azion GraphQL API e gera gráficos a partir do seu retorno. O tempo máximo para agregação dos dados ocorrer é de 10 minutos.

Você pode combinar a análise de suas métricas com o Real-Time Events para continuar inspecionando seus logs.

Veja os primeiros passos do Real-Time Metrics.

O Real-Time Metrics também tem uma integração com o Azion Grafana plugin disponível para instalação local. Com ele, você pode utilizar a interface do Grafana para criar dashboards e complementar a visualização de suas métricas.

Os dashboards podem ser criados usando queries da GraphQL. Você pode utilizá-los para visualizar e criar:

  • Métricas de Top X (como endereços de IP e países bloqueados).
  • Métricas de segurança.
  • Alertas personalizados.
  • Códigos de status específicos.

Veja como:


A Azion armazena os eventos e logs de suas métricas por 2 anos, mas o novo Real-Time Metrics fornece dados e métricas a partir de 15 de outubro de 2022.

Se você deseja visualizar métricas de até 2 anos e de antes de 15 de outubro de 2022:

Use o Real-Time Metrics Histórico

Ao comparar os dados exibidos no Real-Time Metrics e os dados do Faturamento da Azion, é possível que você encontre diferenças. O Real-Time Metrics foca performance e usa uma abordagem at-most-once, enquanto o Faturamento visa precisão e usa uma abordagem exactly-once. Se você encontrar diferenças, considere os dados do Faturamento da Azion como os corretos.

Em média, a diferença entre os dois é menor do que 1%. Veja os Preços da Azion e a documentação de Faturamento para mais informações.


Escolha de produto para visualizar métricas

Seção intitulada Escolha de produto para visualizar metricas

O Real-Time Metrics permite que você acompanhe e analise as métricas de suas aplicações através de diferentes produtos, indicados por abas separadas de acordo com suas categorias. Você pode escolher visualizar suas métricas através das seguintes categorias:

  • Build
  • Secure
  • Observe

Após selecionar uma categoria, você pode selecionar um produto e visualizas suas métricas.

Na aba Build, você encontrará métricas relacionadas a:

  • Build:
    • Edge Application
    • L2 Caching
    • Edge Functions
    • Image Processor

Na aba Secure, você encontrará métricas relacionadas a:

  • Secure
    • WAF
    • Intelligent DNS

Na aba Observe, você encontrará métricas relacionadas a:

  • Observe:
    • Data Streaming

Após selecionar uma das abas de categorias e a aba de um produto, você verá os gráficos disponíveis para aquele produto específico de acordo com os dados de sua conta. Se você selecionar Data Streaming, por exemplo, você verá gráficos com as métricas relacionadas aos data streamings configurados em sua conta.

Alguns produtos, como Edge Application, também podem ter subabas, que separam diferentes tipos de métricas para um mesmo produto. Esses conjuntos de gráficos são dashboards. Descubra mais sobre cada aba, subaba e gráficos na seção sobre Monitoramento de métricas com gráficos.

Você deve contratar os seguintes produtos e tê-los ativados em sua conta para visualizar suas métricas:

  • Data Streaming
  • Edge Functions
  • Intelligent DNS
  • Image Processor
  • L2 Caching

Após decidir qual produto você irá analisar, você precisa configurar um intervalo de tempo para buscar dados para os seus gráficos.

Na tela do Real-Time Metrics, logo antes da seção com os gráficos, você encontra o filtro de intervalo de tempo, que tem duas partes:

  • Time range: apresenta opções para você selecionar o período de tempo que deseja usar para exibir seus dados nos gráficos. Ele vem, por padrão, com o intervalo Last Hour selecionado, mas você pode escolher entre:

    • Last Hour (última hora)
    • Last 24 Hours (últimas 24 horas)
    • Last 7 Days (últimos 7 dias)
    • Last 30 Days (últimos 30 dias)
    • Last 6 Months (últimos 6 meses)

Quando você seleciona Last Hour, o Real-Time Metrics atualiza seus dados automaticamente a cada um minuto.

  • Date calendar: campo com calendário com a data e hora do seu intervalo de tempo escolhido. Quando você seleciona um intervalo de tempo, as datas de começo e fim são configuradas automaticamente, mas se você quer utilizar um intervalo de tempo diferente dos disponibilizados, é necessário configurar manualmente as datas de início e de fim nos campos de calendário.

O fuso horário utilizado é o mesmo do configurado em suas preferências de usuário.

Após configurar os campos de Time range e Date calendar, seus gráficos são atualizados para buscar os dados que estão relacionados ao novo intervalo de tempo configurado.

Como utilizar o Real-Time Metrics

Real-Time Metrics permite que você filtre sua análise, recebendo campos e valores específicos. Você pode adicionar um ou múltiplos filtros, dependendo da análise que deseja conduzir.

saiba mais sobre adicionar filtros

Na segunda seção do Real-Time Metrics, após os filtros de configuração, você encontra todos os gráficos disponíveis.

Cada gráfico apresenta as seguintes propriedades:

  • Título: nome descritivo para o gráfico.
  • Tipo de gráfico: tag que representa quem criou o gráfico e para quem está disponível.
    • Azion Chart: gráfico exibido por padrão pelos sistemas da Azion.
  • (?) Get help: tag que abre um artigo do Help Center, que pode ser utilizado para descobrir mais sobre cada gráfico e encontrar dicas e exemplos práticos.
  • Menu de contexto: opções extras de ações relacionadas ao gráfico.
    • Copy Query: opção para copiar a query daquele gráfico específico.
    • Export CSV: opção para baixar e exportar os pontos apresentados naquele gráfico específico de acordo com os dados exibidos.
    • Show Mean Line/Hide Mean Line: opção para exibir ou parar de exibir o valor médio do gráfico através de uma linha. Cada ponto do gráfico é somado e dividido pelo número total de pontos, gerando uma média para os dados exibidos naquele gráfico e período de tempo específicos.
  • Descrição:⁠ texto breve que explica os dados que aquele gráfico específico apresenta.
  • Agregador: tipo de agregação sendo utilizada na query para gerar as métricas no gráfico. Pode ser Sum ou Avg.
  • Variation tag: informação exibida no gráfico com apenas uma série. Fornece um comparativo, em porcentagem, entre o valor atual da série do gráfico e o valor do período de tempo anterior correspondente. A tag mostra um + se o valor atual é maior, um - se o valor anterior era maior, e nenhum sinal se o valor é igual. Se você está usando o período de tempo “Last hour” e agora são 10:00, o gráfico mostra dados do período 9:00-10:00, e o feedback mostrará uma comparação com os dados de 8:00-9:00.
  • Séries do gráfico: representação de categorias de dados.
    • Exemplo: em um gráfico de linhas que mostra o número de requisições ao longo do tempo, você pode ter várias séries, cada uma representando um domínio diferente. Cada série terá pontos de dados conectados por uma linha para mostrar como o número de requisições variou ao longo do tempo em cada domínio.
  • Tooltip: informação disponível ao passar o cursor pelas séries do gráfico, que apresenta o valor e o nome de cada série daquele ponto específico em ordem decrescente, de acordo com o valor. Este recurso não está disponível para viewports menores que 540px.
  • Linha de intervalo de tempo: o eixo x do gráfico, representando a linha do período de tempo para os dados no gráfico.
  • Legenda: lista que reflete e descreve as séries e os dados do eixo y, baseada no tipo de agregação do gráfico. Você pode selecionar cada item da legenda para mudar os dados apresentados no gráfico.

As legendas podem ser apresentadas de formas diferentes, dependendo do tipo de gráfico e da quantidade de séries representadas nele. Elas podem ser exibidas na parte de baixo do gráfico ou no lado direito, e a legenda exibe um máximo de 16 séries por gráfico.


Monitoramento de métricas com gráficos

Seção intitulada Monitoramento de metricas com graficos

Na segunda seção do Real-Time Metrics, logo após o filtro de intervalo de tempo, você encontra todos os gráficos disponíveis para sua conta.

Mesmo depois de configurar um intervalo de tempo, você pode navegar pelas abas e mudar o produto do qual você deseja visualizar métricas. Depois de selecionar uma aba e, possivelmente, subaba, você pode analisar cada gráfico e seus dados.

A seguir, você encontra os detalhes sobre cada aba e subaba e sobre cada gráfico disponível:


A aba Edge Applications mostra as métricas relacionadas aos acessos de suas edge applications configuradas em sua conta. Você encontrará três subabas com gráficos diferentes: Data Transferred, Requests, Status Codes e Bandwidth Saving.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico de Edge Caching representa como todas as informações sobre os dados do seu Edge Caching estão sendo acessadas no edge da Azion.

Ele fornece a primeira camada de caching para o conteúdo do cliente no edge da Azion. O gráfico é dividido em:

  • Edge Applications: dados sendo transferidos tanto de Edge Application In como de Edge Application Out.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM + ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

  • Edge Applications In: dados transferidos do usuário final para os edges e dos edges para a origem do cliente.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM

  • Edge Applications Out: dados sendo transferidos da origem do cliente para os edges e dos edges para o usuário final.

ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Você deve ativar o Edge Caching em sua conta para usá-lo e para analisar os dados dele. Veja a documentação de Edge Caching para mais informações.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

Fluxo Edge Application In:

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching para Edge Application In, representando os dados sendo transferidos do usuário final para os edges e dos edges para a origem do cliente.

Fluxo Edge Application Out:

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching para Edge Application Out, representando os dados sendo transferidos da origem do cliente para os edges e dos edges para o usuário final.

Fluxo Edge Applications:

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching para Edge Applications, representando os dados sendo transferidos tanto de Edge Application In como de Edge Application Out.

Se você tem L2 Caching habilitado, seu gráfico de Edge Caching irá exibir:

  • Edge Applications In: ⁠dados transferidos do usuário final para os edges, e dos edges para o L2 cache.

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching para Edge Application In, representando os dados sendo transferidos do usuário final para os edges e dos edges para o L2 cache.

  • Edge Applications Out: dados transferidos do L2 cache para os edges, e dos edges para o usuário final.

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching com L2 para Edge Application Out, representando os dados sendo transferidos do L2 cache para os edges e dos edges para o usuário final.

  • Edge Applications: todos os dados que foram transferidos no processo; valor de Edge Applications In + Edge Applications Out.

Fluxo de informação do gráfico Edge Caching com L2 para Edge Applications, representando todos os dados sendo transferidos tanto de Edge Applications In como de Edge Applications Out.

O gráfico de Edge Offload mostra a porcentagem de dados de requisições da sua aplicação que foi entregue diretamente pelo edge, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quanto mais alta a porcentagem de offload, maior a eficiência de suas aplicações com relação ao uso de políticas de cache para preservar infraestrutura. O edge da Azion entrega o conteúdo a partir do seu cache, exigindo menos de sua origem.

Sua aplicação tem 1 GB de dados. Se o gráfico mostra que sua aplicação teve uma média de 80% de offload, isso significa que 800 MB de 1 GB foram entregues diretamente pelo edge da Azion.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa porcentagens para exibir seus dados em gráficos de offload. Todos os dados relacionados a offload refletem um número médio de acesso a suas aplicações, e o gráfico representa essa informação através de porcentagens (%).

O gráfico Saved Data mostra a soma total dos dados de sua edge application que foram entregues diretamente pelo edge da Azion, sem precisar de um passo a mais para buscar o conteúdo na origem.

Saved Data: o conteúdo é entregue diretamente pelo edge para a origem.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Uma soma alta de dados salvos significa que sua aplicação está usando as políticas de cache no edge da Azion de forma mais eficiente, exigindo menos de sua origem durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

O gráfico Missed Data mostra a soma total dos dados de sua edge application dos casos em que o edge da Azion teve que buscar o conteúdo na origem e entregá-lo ao usuário final.

Missed Data: o edge busca o conteúdo na origem e então entrega para o usuário final.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quando o conteúdo não é encontrado no cache da Azion, é necessário um passo a mais para procurar o conteúdo na origem, e então entregá-lo para o usuário final.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

O gráfico Total Bandwidth Usage mostra a quantidade total de bandwidth que sua aplicação usou durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Bandwidth representa a quantidade de informações sendo recebidas por segundo. Na Azion, isso representa o conteúdo que foi entregue pelas suas aplicações a cada segundo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bits e bytes por segundo com todos os gráficos relacionados a dados de bandwidth. Ele converte seus dados automaticamente em megabits por segundo (bit/s) ou kilobytes por segundo (kB/s), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

O gráfico Bandwidth Offloaded mostra a porcentagem de bandwidth que foi entregue diretamente pelo edge, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

Bandwidth representa a quantidade de informações sendo recebidas por segundo. Na Azion, isso representa o conteúdo que foi entregue pelas suas aplicações por segundo durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Quanto mais alta a porcentagem de offload, maior a eficiência de suas aplicações com relação ao uso de políticas de cache para preservar infraestrutura. O edge da Azion entrega o conteúdo a partir do seu cache, exigindo menos de sua origem.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa porcentagens para exibir seus dados em gráficos de offload. Todos os dados relacionados a offload refletem um número médio de acesso a suas aplicações, e o gráfico representa essa informação através de porcentagens (%).

O gráfico Saved Bandwidth mostra o quanto de bandwidth foi entregue diretamente pelo edge, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

Saved Bandwidth: o conteúdo é entregue diretamente pelo edge para a origem.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Um número maior de bandwidth salva significa que sua aplicação está usando as políticas de cache no edge da Azion de forma mais eficiente, exigindo menos de sua origem durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bits e bytes por segundo com todos os gráficos relacionados a dados de bandwidth. Ele converte seus dados automaticamente em megabits por segundo (bit/s) ou kilobytes por segundo (kB/s), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

O gráfico Missed Bandwidth mostra o quanto de bandwidth foi entregue após o edge da Azion buscar o conteúdo na origem e entregar ao usuário final.

Missed Bandwidth: o edge busca o conteúdo na origem e então entrega para o usuário final.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quando o conteúdo não é encontrado no cache da Azion, é necessário um passo a mais para procurar o conteúdo na origem, e então entregá-lo para o usuário final.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bits e bytes por segundo com todos os gráficos relacionados a dados de bandwidth. Ele converte seus dados automaticamente em megabits por segundo (bit/s) ou kilobytes por segundo (kB/s), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico Total Requests mostra a soma, a quantidade total de requisições que foram processadas no domínio da edge application configurada em sua conta.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, todas as requisições que ocorreram durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

1 acesso = 1 requisição

O gráfico é dividido em:

  • http: requisições processadas usando o protocolo HTTP.
  • Edge Applications: todos os tipos de requisições; valor de http + https.
  • https: requisições processadas usando o protocolo HTTPS protocol, que usa criptografia e verificação.

O gráfico Requests Offloaded mostra a porcentagem de requisições que foi entregue diretamente pelo edge, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quanto mais alta a porcentagem de offload, maior a eficiência de suas aplicações com relação ao uso de políticas de cache para preservar infraestrutura. O edge da Azion entrega o conteúdo a partir do seu cache, exigindo menos de sua origem.

Sua aplicação recebeu 5 requisições. Se o gráfico mostra que sua aplicação teve uma média de 80% de offload, isso significa que 4 de 5 requisições foram entregues diretamente pelo edge da Azion.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa porcentagens para exibir seus dados em gráficos de offload. Todos os dados relacionados a offload refletem um número médio de acesso a suas aplicações, e o gráfico representa essa informação através de porcentagens (%).

O gráfico Saved Requests mostra a quantidade total das requisições de sua edge application que foram entregues diretamente pelo edge, sem precisar de um passo a mais para buscar o conteúdo na origem.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, todas as requisições salvas que ocorreram durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Saved Requests: o conteúdo é entregue diretamente pelo edge para a origem.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Uma soma alta de requisições salvas significa que sua aplicação está usando as políticas de cache no edge da Azion de forma mais eficiente, exigindo menos de sua origem durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

O gráfico Missed Requests mostra a soma total das requisições de sua edge application dos casos em que o edge da Azion teve que buscar o conteúdo na origem e entregá-lo ao usuário final.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, todas as requisições que foram perdidas durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Missed Requests: o edge busca o conteúdo na origem e então entrega para o usuário final.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quando o conteúdo não é encontrado no cache da Azion, é necessário um passo a mais para procurar o conteúdo na origem, e então entregá-lo para o usuário final. Todo o processo conta como uma requisição.

O gráfico Total Requests per Second mostra a média de requisições por segundo que foram processadas no domínio da edge application configurada em sua conta.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, a média das requisições que ocorreram por segundo durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa média de requests/segundo para exibir seus dados. Exemplo: 0.026/s

O gráfico Requests per Second Offloaded mostra a porcentagem de requisições por segundo que foi entregue diretamente pelo edge, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quanto mais alta a porcentagem de offload, maior a eficiência de suas aplicações com relação ao uso de políticas de cache para preservar infraestrutura. O edge da Azion entrega o conteúdo a partir do seu cache, exigindo menos de sua origem.

Sua aplicação recebeu 5 requisições em 1 segundo. Se o gráfico mostra que sua aplicação teve uma média de 80% de offload, isso significa que 4 de 5 requisições naquele segundo foram entregues diretamente pelo edge da Azion.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa porcentagens para exibir seus dados em gráficos de offload. Todos os dados relacionados a offload refletem um número médio de acesso a suas aplicações, e o gráfico representa essa informação através de porcentagens (%).

O gráfico Saved Requests per Second mostra a média de requisições por segundo de sua edge application que foram entregues diretamente pelo edge, sem precisar de um passo a mais para buscar o conteúdo na origem.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, a média das requisições salvas que ocorreram por segundo durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Saved Requests: o conteúdo é entregue diretamente pelo edge para a origem.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Uma média alta de requisições salvas por segundo significa que sua aplicação está usando as políticas de cache no edge da Azion de forma mais eficiente, exigindo menos de sua origem durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa média de requests/segundo para exibir seus dados. Exemplo: 0.026/s

O gráfico Missed Requests per Second mostra a média de requisições por segundo de sua edge application dos casos em que o edge da Azion teve que buscar o conteúdo na origem e entregá-lo ao usuário final.

Cada vez que o conteúdo da sua aplicação é acessado, uma requisição é processada. O gráfico mostra, então, a média das requisições que foram perdidas em cada segundo durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Missed Requests: o edge busca o conteúdo na origem e então entrega para o usuário final.

USUÁRIO FINAL -> EDGE -> ORIGEM -> EDGE -> USUÁRIO FINAL

Quando o conteúdo não é encontrado no cache da Azion, é necessário um passo a mais para procurar o conteúdo na origem, e então entregá-lo para o usuário final.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa média de requests/segundo para exibir seus dados. Exemplo: 0.026/s

O gráfico Requests by Method mostra a soma de métodos HTTP que foram usados na requisição feita para o seu domínio. Na Azion, indica como o cliente interagiu com o conteúdo de seu domínio, associado a uma edge application.

O gráfico é dividido entre:

  • GET: busca recursos do servidor.
  • POST: envia recursos para o servidor.
  • HEAD: buscar dados sobre o recurso mas não retorna o conteúdo.
  • OTHERS: todos os outros métodos de requisição, como PUT ou PATCH, são agrupados nesta opção.

Descubra mais sobre cada gráfico:

Cada vez que o seu domínio, associado com uma edge application na Azion, recebe uma requisição, ele também recebe um código de status específico de acordo com a resposta do servidor. O gráfico, então, mostra a soma de requisições totais que receberam status 2XX.

Os códigos de status 2XX indicam requisições bem sucedidas pelo lado do servidor. Isso significa que a requisição passou pelos estágios de: recebida, entendida, aceita e processada pelo servidor, e o usuário final consegue visualizar o conteúdo do seu domínio.

O gráfico é dividido entre:

  • 200 - OK: o conteúdo foi entregue para o usuário corretamente. Status padrão de uma requisição HTTP bem sucedida.
  • 204 - No Content: o servidor completou a requisição, mas não havia nenhum conteúdo a ser entregue.
  • 206 - Partial Content: o servidor entregou somente parte do conteúdo, pois ele foi dividido em partes.
  • 2xx - Other Status: o servidor indicou outros status do tipo 2XX. Eles raramente ocorrem, e por isso são agrupados nesta opção.

Cada vez que o seu domínio, associado com uma edge application na Azion, recebe uma requisição, ele também recebe um código de status específico de acordo com a resposta do servidor. O gráfico, então, mostra a soma de requisições totais que receberam status 3XX.

Os códigos de status 3XX indicam redirecionamento pelo lado do servidor. Isso significa que a requisição não foi totalmente completada porque o conteúdo estava em outra localização, e foi necessário realizar mais uma ação para poder entregar o conteúdo do seu domínio.

O gráfico é dividido entre:

  • 301 - Moved Permanently: essa e todas as requisições futuras serão redirecionadas para outra URL.
  • 302 - Found: essa requisição foi temporariamente redirecionada para outra URL.
  • 304 - Not Modified: o content header identifica que ele ainda não foi modificado e não precisa ser requisitado novamente. É possível entregar o arquivo existente no browser do usuário.
  • 3xx - Redirection: o servidor indicou outros status do tipo 3XX. Eles raramente ocorrem, e por isso são agrupados nesta opção.

Cada vez que o seu domínio, associado com uma edge application na Azion, recebe uma requisição, ele também recebe um código de status específico de acordo com a resposta do servidor. O gráfico, então, mostra a soma de requisições totais que receberam status 4XX.

Os códigos de status 4XX indicam que ocorreu um erro no lado do cliente. Isso significa que a requisição não pôde ser completada pelo servidor porque identificou um erro, provavelmente devido à página estar indisponível ou à requisição conter erros de sintaxe. Portanto, o servidor não conseguiu entregar o conteúdo do seu domínio.

O gráfico é dividido entre:

  • 400 - Bad request: o servidor não pôde processar a requisição. Geralmente, por algum erro no formato da requisição.
  • 403 - Forbidden: a requisição é válida, mas não foi autorizada no servidor. Isso significa que o usuário ou o IP que está fazendo a requisição não está autorizado para tal.
  • 404 - Not Found: o arquivo requisitado não existe na origem.
  • 4xx - Client Error: o servidor indicou outros status do tipo 4XX. Eles raramente ocorrem, e por isso são agrupados nesta opção.

Cada vez que o seu domínio, associado com uma edge application na Azion, recebe uma requisição, ele também recebe um código de status específico de acordo com a resposta do servidor. O gráfico, então, mostra a soma de requisições totais que receberam status 5XX.

Os códigos de status 5XX indicam que ocorreu um erro no lado do servidor. Isso significa que a requisição feita pelo usuário final parece ser válida, mas por alguma razão o servidor não pôde fazer a requisição ou encontrou um erro no processo. O conteúdo do seu domínio existe, apenas não pôde ser entregue.

O gráfico é dividido entre:

  • 500 - Internal Server Error: mensagem genérica que é dada quando há um erro inesperado no servidor, que não consegue tratar a requisição.
  • 502 - Bad Gateway: quando o servidor está atuando como Gateway ou Proxy e recebe uma resposta inválida da origem. Geralmente, ocorre quando o servidor da origem está fora do ar.
  • 503 - Service Unavailable: servidor não está disponível. Geralmente, é um status temporário.
  • 5xx - Server Error: o servidor indicou outros status do tipo 5XX. Eles raramente ocorrem, e por isso são agrupados nesta opção.

Descubra mais sobre o gráfico:

O gráfico Bandwidth Saving mostra a soma de dados salvos em todas as transmissões de imagens nos seus domínios, associados com uma edge application, que foram processados e entregues de alguma forma pelo Image Processor.

O processamento de imagens pode estar relacionado a redimensionamento, recorte, alteração de qualidade ou qualquer outro recurso do Image Processor. Se uma imagem teve qualquer tipo de tratamento através do Image Processor, os dados salvos dessas imagens são exibidos no gráfico.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.


A aba L2 Caching mostra as métricas relacionadas aos dados de suas aplicações usando o L2 Caching configuradas em sua conta.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico L2 Caching representa como todas as informações sobre os dados de L2 Caching estão sendo acessadas no edge da Azion.

L2 Caching é um recurso para Edge Application que acrescenta uma camada adicional de cache entre o edge e a origem do cliente. O gráfico é dividido em:

  • L2 Caching: todos os dados que foram transferidos no processo; valor L2 Caching In + L2 Caching In Out.

EDGE -> L2 CACHE -> ORIGEM + ORIGEM -> L2 CACHE -> EDGE

  • L2 Caching In: os dados transferidos dos edges e através do L2 cache para a origem do cliente.

EDGE -> L2 CACHE -> ORIGEM

  • L2 Caching Out: dados transferidos da origem do cliente e através do L2 cache para os edges.

ORIGEM-> L2 CACHE -> EDGE

Para usar L2 Caching e analisar seus dados, você deve ativá-lo em sua conta. Veja a documentação de L2 Caching para mais informações.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

Fluxo de L2 Caching:

Fluxo de informação do gráfico L2 Caching para L2 Caching, representando todos os dados sendo transferidos tanto de L2 Caching In como de L2 Caching Out.

Fluxo de L2 Caching In:

Fluxo de informação do gráfico L2 Caching para L2 Caching In, representando os dados sendo transferidos dos edges para o L2 cache e do L2 cache para a origem do cliente.

Fluxo de L2 Caching Out:

Fluxo de informação do gráfico L2 Caching para L2 Caching Out, representando os dados sendo transferidos da origem do cliente para o L2 cache e do L2 cache para os edges.

O gráfico L2 Offload mostra a porcentagem de dados entregues através do L2 Caching, sem precisar buscar o conteúdo na origem antes de entregá-lo.

EDGE -> L2 CACHING -> EDGE

Quanto mais alta a porcentagem de offload, maior a eficiência de suas aplicações com relação ao uso de políticas de L2 cache para preservar infraestrutura. O edge da Azion entrega o conteúdo a partir do seu cache, exigindo menos de sua origem.

Sua aplicação tem 1 GB de dados. Se o gráfico mostra que sua aplicação teve uma média de 80% de offload, isso significa que 800MB de 1GB foram entregues através do L2 Caching.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa porcentagens para exibir seus dados em gráficos de offload. Todos os dados relacionados a offload refletem um número médio de acesso a suas aplicações, e o gráfico representa essa informação através de porcentagens (%).


A aba Image Processor mostra as métricas relacionadas às imagens processadas através do Image Processor que estão configuradas em sua conta.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico Total Requests mostra a soma de todas as requisições relacionadas a um conteúdo que tenha imagens processadas pelo Image Processor.

O processamento de imagens pode estar relacionado a redimensionamento, recorte, alteração de qualidade, ou qualquer outro recurso do Image Processor.

Se uma imagem teve qualquer tipo de tratamento através do Image Processor, as requisições feitas para a imagem configurada em um domínio são exibidas no gráfico.

O gráfico Total Requests per Second mostra a média de requisições por segundo relacionadas a um conteúdo que tenha imagens processadas pelo Image Processor.

O processamento de imagens pode estar relacionado a redimensionamento, recorte, alteração de qualidade, ou qualquer outro recurso do Image Processor.

Se uma imagem teve qualquer tipo de tratamento através do Image Processor, a média de requisições para a imagem no domínio em que está configurada, que ocorreram durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo, são exibidas no gráfico.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa média de requests/segundo para exibir seus dados. Exemplo: 0.026/s


A aba WAF mostra as métricas relacionadas às ameaças bloqueadas pelo WAF em sua conta.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico Threats vs Requests mostra a soma de ataques e requisições regulares feitas para o seu domínio processados pelo Web Application Firewall (WAF).

O WAF analisa as requisições feitas para seu domínio associado a uma edge application, detecta e bloqueia qualquer ameaça que identifica como atividade maliciosa.

O gráfico apresenta a quantidade total de requisições e de ataques que foram processados, e os divide entre:

  • Threats Blocked - Edge Applications: requisições que foram identificadas como ameaça maliciosa e foram bloqueadas.
  • Threats - Edge Applications: requisições que foram identificadas como possíveis ameaças mas não foram bloqueadas.
  • Regular Requests - Edge Applications: requisições normais que não foram identificadas como ameaça.

Para ter uma visão mais detalhada sobre as ameaças acontecendo contra seus domínios, veja seus logs através do Real-Time Events.

O gráfico Cross-Site Scripting (XSS) Threats mostra a soma de ataques do tipo XSS feitos contra seus domínios.

Uma ameaça XSS injeta scripts client-side em páginas vistas por seus visitantes, prejudicando a segurança de sua aplicação e de seu website. WAF analisa as requisições, e quando identifica alguma como uma ameaça, a bloqueia.

O gráfico, então, apresenta todas as requisições que foram identificadas como ameaças XSS durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Para mais detalhes sobre como o WAF analisou as requisições, veja seus logs através do Real-Time Events.

O gráfico Remote File Inclusion (RFI) Threats mostra a soma de ataques do tipo RFI feitos contra seus domínios.

Uma ameaça RFI inclui arquivos ou scripts remotos no seu domínio, prejudicando a segurança de sua aplicação e de seu website. WAF analisa as requisições, e quando identifica alguma como uma ameaça, a bloqueia.

O gráfico, então, apresenta todas as requisições que foram identificadas como ameaças RFI durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Para mais detalhes sobre como o WAF analisou as requisições, veja seus logs através do Real-Time Events.

O gráfico SQL Injection Threats mostra a soma de ataques do tipo SQL Injection feitos contra seus domínios.

Uma ameaça SQL Injection injeta um código no seu domínio para visualizar e atacar dados aos quais não deveriam ter acesso, prejudicando a segurança de sua aplicação e de seu website. WAF analisa as requisições, e quando identifica alguma como uma ameaça, a bloqueia.

O gráfico, então, apresenta todas as requisições que foram identificadas como ameaças SQL Injection durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Para mais detalhes sobre como o WAF analisou as requisições, veja seus logs através do Real-Time Events.

O gráfico Other Threats mostra a soma de todas as requisições que o WAF considerou como ameaça e que não se encaixam em outras categorias específicas, como ameaças XSS ou RFI.

O WAF analisa todas as requisições feitas para os seus domínios, e quando identifica alguma como uma ameaça, a bloqueia. O gráfico, então, apresenta todas as requisições que foram identificadas como ameaças durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Para mais detalhes sobre como o WAF analisou as requisições, veja seus logs através do Real-Time Events.


A aba Intelligent DNS mostra as métricas relacionadas às consultas feitas aos seus DNS configurados em sua conta.

Descubra mais sobre o gráfico:

O gráfico Total Queries mostra a quantidade total de consultas recebidas pelo seu DNS configurado no Intelligent DNS.

Ao usar o Intelligent DNS, seus domínios são hospedados e gerenciados na Azion. Então, cada vez que uma consulta é feita para o seu DNS durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo, ela é mostrada no gráfico.


A aba Edge Functions mostra as métricas relacionadas às invocações de suas edge functions configuradas em sua conta.

Descubra mais sobre o gráfico:

O gráfico Total Invocations mostra a soma de todas as ocasiões em que suas edge functions foram chamadas.

O gráfico é dividido em::

  • Edge Firewall: quantidade total de edge functions executadas associadas a um firewall.
  • Edge Application: quantidade total de edge functions executadas associadas a uma aplicação.

Cada vez que uma de suas edge functions configuradas é executada, uma invocação é calculada.

Descubra mais sobre como construir aplicações com Edge Functions.


A aba Data Streaming mostra as métricas relacionadas aos dados e às requisições dos data streamings configurados em sua conta.

Descubra mais sobre cada gráfico:

O gráfico Data Streaming Total Data apresenta a quantidade total de dados que foram enviados pelo data streaming configurado em sua conta.

O Data Streaming envia seus registros de eventos, logs, em pacotes. Quando você atinge 2.000 registros, a cada 60 segundos, ou se seus dados atingem o tamanho máximo que você definiu, um pacote é enviado. O gráfico mostra, então, a soma de todos os pacotes enviados durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Em que unidade os dados aparecem no gráfico?

O Real-Time Metrics usa bytes para exibir seus dados. Ele converte seus dados automaticamente para megabytes (MB), gigabytes (GB) ou terabytes (TB), por exemplo, de acordo com a quantidade de dados disponíveis para facilitar a visualização.

O gráfico Data Streaming Total Requests apresenta a quantidade total de requisições que foram processadas pelo data streaming configurado em sua conta.

Cada requisição, request, é composta de pacotes bem sucedidos do Data Streaming: quando um pacote com seus registros de eventos, logs, é completado e enviado, uma requisição é criada. Os pacotes são criados quando você chega a 2.000 registros, a cada 60 segundos, ou se seus dados atingem o tamanho máximo que você definiu.

O gráfico mostra a soma de todas as requisições que ocorreram durante o período que você selecionou no filtro de intervalo de tempo.

Descubra mais sobre o Data Streaming.


Contribuidores