Edge Caching

Edite no GitHub

Acelere a entrega mantendo seu conteúdo em cache na borda da rede, mais próximo de seus usuários.

Edge Caching é um módulo padrão para todos os seus edge applications na Azion. Esse produto reduz a latência e tem uma alta taxa de transferência por meio da edge network global e altamente distribuída da Azion.

  1. Como funciona?
  2. Cache Settings
  3. Browser Cache Settings
  4. CDN Cache Settings
  5. L2 Caching
  6. Advanced Cache Key

1. Como funciona?

O Edge Caching da Azion é uma funcionalidade padrão disponibilizada para todas Edge Applications na Azion, que garante performance e baixa latência.

O Edge Caching é composto por uma arquitetura de proxy reverso, através da qual seus usuários se conectam nos Edge Nodes de nossa rede global altamente distribuída, que poderá realizar caching de seu conteúdo com Edge Caching e ainda ampliar sua versatilidade com o add-on L2 Caching.

Quando um usuário requisita um conteúdo na internet, seu navegador ou aplicativo inicia pela resolução de DNS para traduzir o domínio solicitado para um endereço IP. Ao utilizar a Azion, você irá configurar o DNS de sua aplicação web para apontar para um endereço gerado ao criar um Domain na Azion.

A Azion seleciona, através de seu SDN Router, Edge Node mais próxima do usuário, reduzindo latência e aumentando a velocidade da transferência do conteúdo.

Nessa arquitetura, seu conteúdo ou aplicação web precisa ser disponibilizado a partir de uma origem, que pode ser um ou mais web servers em sua infraestrutura, um serviço na cloud ou um Cloud Storage de sua preferência.


2. Cache Settings

É o serviço responsável por criar configurações de Cache, contendo diversas funcionalidades que ampliam a forma que o conteúdo é entregue. O Cache Settings trabalha com duas versões, a primeira versão que tem o foco em conteúdos estáticos, ou seja, sem a necessidade do serviço de Application Acceleration habilitado, e a segunda versão que, através do Application Acceleration, estende inúmeras opções para configurar na interface de Cache de Settings.

Para encontrar esse serviço:

  1. Acesse o Real-Time Manager e entre no menu Edge Services e selecione Edge Applications.
  2. Adicione ou edite uma Edge Application.
  3. Acesse a aba Cache Settings.
  4. Edite ou crie uma configuração Cache Settings.

3. Browser Cache Settings

O Browser Cache Settings é a quantidade de tempo que o conteúdo fica em cache no navegador de internet. É possível configurar a Edge Application para:

Honor Origin Cache Headers é a funcionalidade que envia pelos servidores de origem por meio de cabeçalhos HTTP (Cache-Control and Expires) enviando os mesmos cabeçalhos para o navegador.

Override Cache Settings é a funcionalidade que sobrescreve o cache do servidor de origem configurando o TTL (Time to Live) manualmente.


4. CDN Cache Settings

CDN Cache Settings é a quantidade de tempo que as Edge Applications da Azion realizam cache do conteúdo. É possível configurar a Edge Application para:

Honor Origin Cache Headers é a funcionalidade que envia pelos servidores de origem por meio de cabeçalhos HTTP (Cache-Control and Expires) enviando os mesmos cabeçalhos para o navegador.

Override Cache Settings Settings é a funcionalidade que sobrescreve o cache do servidor de origem configurando o TTL (Time to Live) manualmente.


5. L2 Caching

L2 Caching é uma camada adicional de cache entre a edge da Azion e sua origem que ajuda a reduzir ainda mais a carga em sua infraestrutura. Ao acessar suas aplicações na Azion, seu usuário acessa nossa rede altamente distribuída capaz de realizar edge caching. Ao ativar o L2 Caching em suas edge applications, você passa a contar com uma segunda camada de cache que será responsável por alimentar a edge, mantendo o seu conteúdo em cache pelo tempo que você determinar.

O L2 Caching foi desenhado especialmente para objetos que podem permanecer um longo período de tempo em cache. Assim, você só poderá ativá-lo em políticas de cache com time-to-live (TTL) igual ou superior a 30 dias (2592000 segundos).

Sempre que necessário, você pode utilizar o Real-Time Purge para expirar seu conteúdo do L2 Caching antes do tempo previsto de TTL. Lembre-se de expirar primeiro no L2 Caching e somente depois no Edge Caching, para evitar a realimentação da edge com conteúdo desatualizado do L2.

Atenção, o módulo de L2 Caching trabalha com TTL mínimo de 2592000 segundos, ou seja, 30 dias.

Para utilizar o módulo de L2 Caching, siga as seguintes etapas:

  1. Acesse o Real-Time Manager e entre no menu Edge Services e selecione Edge Applications.
  2. Edite a Edge Application que deseja utilizar o módulo.
  3. Para habilitar o módulo de L2 Caching, siga na aba Main Settings e selecione a opção L2 Caching na seção Edge Application Modules.
  4. Após habilitar o módulo, acesse a aba Cache Settings.
  5. Adicione ou edite a configuração de Cache Settings que irá trabalhar com a camada L2 Caching.
  6. Configure o campo Default TTL (seconds) para o valor maior ou igual à 2592000 segundos
  7. Em seguida habilite a opção L2 Caching e salve a configuração.

6. Advanced Cache Key

Você pode utilizar a Azion para entregar seu conteúdo dinâmico ou estático. Mesmo a parte dinâmica de um site muitas vezes pode ser cacheada para um perfil de usuários, agrupado de acordo com as necessidades específicas de sua aplicação, quer por cidade, perfil de navegação, quer por perfil de compras. Caso você deseje que seu conteúdo dinâmico seja cacheado nos Edge Nodes da Azion, você pode definir regras avançadas de cache key baseadas em Cookies ou em Query String.

Por padrão, a Azion considera cada URL como um objeto distinto no cache. Através do Advanced Cache Key, você pode configurar uma regra customizada de cache key baseada em Cookies ou Query String e, com isso, definir a segmentação de seu conteúdo em sua aplicação.

Para encontrar essa funcionalidade:

  1. Acesse o Real-Time Manager e entre no menu Edge Services e selecione Edge Applications.
  2. Edite a Edge Application que deseja utilizar o módulo.
  3. Na aba Cache Settings, adicione ou edite uma configuração customizada de cache
  4. Na seção Advanced Cache Key, defina sua configuração customizada de Cache by Query String e de Cache by Cookie

Cache by Query String

Na Azion você define como deseja que o conteúdo seja cacheado de acordo com variações de Query String em suas URLs:

  • Content does not vary by Query String (Improves Caching): define que a cache key deve ignorar a Query String, isto é, duas URLs distintas apenas pela variação da Query String serão consideradas como o mesmo objeto em cache, por exemplo http://seudominio.com/path?queryA e http://seudominio.com/path?queryB irão entregar o mesmo conteúdo do cache para seus usuários.
  • Content varies by some Query String fields (Whitelist): você pode listar quais campos da Query String devem ser considerados para diferenciar os objetos no cache da Azion. Todos os demais campos serão ignorados. Por exemplo, se você listar o campo cidade, as URLs http://seudominio.com/path?cidade=A&nome=X e http://seudominio.com/path?cidade=A&nome=Y serão considerados como um único objeto em cache, enquanto as URLs http://seudominio.com/path?cidade=A&nome=X e http://seudominio.com/path?cidade=B&nome=X serão considerados como objetos distintos.
  • Content varies by Query String, except for some fields (Blacklist): você pode listar quais campos da Query String devem ser ignorados ao diferenciar os objetos em cache. Todos os demais campos serão considerados. Por exemplo, se você listar o campo random, as URLs http://seudominio.com/path?cidade=A&random=123 e http://seudominio.com/path?cidade=B&random=123 serão considerados objetos distintos em cache, enquanto http://seudominio.com/path?cidade=A&random=123 e http://seudominio.com/path?cidade=A&random=456 serão considerados como o mesmo objeto em cache.
  • Content varies by all Query String fields: define que a cache key deve considerar todos os campos da Query String, isto é, duas URLs distintas pela variação da Query String serão consideradas como dois objetos distintos em cache, por exemplo http://seudominio.com/path?queryA e http://seudominio.com/path?queryB serão armazenados como objetos distintos no cache da Azion.

Além disso, para aumentar a eficiência do cache, você pode ativar a funcionalidade Query String Sort. Com a funcionalidade Query String Sort ativada, todos os campos da query string serão ordenados, fazendo com que a posição dos campos seja irrelevante na definição da cache key. Se a posição dos campos é relevante para diferenciar o seu conteúdo, você deve deixar a funcionalidade desativada.

Cache by Cookie

Você pode também distinguir os objetos no cache da Azion por nome/valor de cookies.

  • Content does not vary by Cookies (Improves Caching): define que os cookies não serão levados em consideração para diferenciar objetos no cache da Azion. Apenas a URL será considerada para diferenciação dos objetos.
  • Content varies by some Cookies (Whitelist): você pode listar o nome dos cookies que sua aplicação utiliza para diferenciar os objetos em cache. Todos os demais cookies, serão ignorados. Como isso você pode segmentar seu conteúdo por perfis de usuários e muito mais. Esta é a opção mais recomendada se você utiliza cookies para gerenciar sessões de usuários.
  • Content varies by Cookies, with the exception of a few (Blacklist): você pode listar o nome dos cookies que deseja ignorar na definição da cache key e, dessa forma, todos os cookies serão considerados, com exceção dos listados.
  • Content varies by all Cookies: define que além da URL, todos os cookies deverão ser considerados para diferenciar objetos no cache da Azion.

Utilize essa funcionalidade para segmentar seu conteúdo por perfil de usuário, por sessão de navegação, por região de acesso ou conforme sua necessidade de segmentação de conteúdo.


Não encontrou o que procurava? Abra um ticket.