Origins

Origins permite que você personalize a origem do conteúdo do Edge Application, o cabeçalho do Host da aplicação, o caminho e as credenciais de autenticação HMAC para serviços protegidos.

Uma origem representa o servidor do qual a Azion recupera seu conteúdo, que pode ser um serviço de armazenamento de objetos ou um servidor em nuvem. Uma vez que uma origem é conectada ao seu aplicativo, os edge nodes armazenam em cache o conteúdo do servidor de origem e o entregam aos usuários mediante requisição.

EscopoRecursos
Primeiros passos de Edge ApplicationPrimeiros passos
Módulo Load BalancerLoad Balancer

Existem três opções para você personalizar sua origem:

  • Single Origin: crie um address para cada origem.
  • Load Balancer: adicione vários addresses e determine o peso da carga e a função do servidor.
  • Edge Storage: selecione um bucket e o prefix do serviço Edge Storage da Azion para entregar a aplicação.

Quando Load Balancer é selecionado como o tipo de origem, você pode configurar o Balancing Method para determinar como grandes quantidades de requisições são distribuídas entre os endereços, adicionar múltiplos Addresses à sua origem e alterar o Server Role e o Weight de cada endereço.

Quando Edge Storage é selecionado como o tipo de origem, você deverá informar o Bucket Name e Prefix.

O nome do bucket é definido quando você cria ou modifica um bucket de Edge Storage.

O prefix é o caminho para a pasta dentro do bucket que armazena os objetos. Este campo pode ser deixado em branco se desejar que a origem de sua aplicação seja a raiz do bucket.


O cabeçalho Host é usado pela sua origem para identificar o virtualhost e localizar seu conteúdo ou aplicativo. Ao configurar uma origem no Azion Console, você tem a opção de personalizar o valor enviado pela Azion no cabeçalho Host.

Se o campo Host Header for deixado em branco, a Azion irá usar o mesmo endereço especificado no campo Address como padrão. Se sua origem estiver configurada para responder a um virtualhost usando o mesmo endereço configurado no DNS, você poderá deixar o campo Host Header vazio.

Se a sua origem responder a um virtualhost em um endereço diferente do definido no DNS, você deve preencher um valor personalizado para o cabeçalho do Host no formato FQDN, por exemplo, www.seudominio.com.

Como alternativa, você pode usar a variável ${host} no campo Host Header para instruir os edge nodes a passarem o cabeçalho do Host recebido de seus visitantes para a origem. Essa configuração é útil se você tiver vários virtualhosts sendo atendidos pela mesma origem.


Origin Path permite que você especifique um path personalizado a partir do qual os edge nodes farão a requisição seu conteúdo para a origem. A Azion anexa o Origin Path à URI ao encaminhar a requisição para sua origem, mas não anexa a URI para requisições do usuário. Por exemplo, se você especifica que o caminho da sua origem é /secure e tiver configurado a sua aplicação para ser entregue através de seudominio.com, o caminho/secure não fará parte da requisição para o usuário final.


Para definir uma origem para o seu conteúdo, você precisa especificar o endereço do seu servidor como um nome de domínio no formato FQDN ou um endereço IPv4/IPv6. Se você definiu a Origin Protocol Policy como Enforce HTTP ou Enforce HTTPS, poderá personalizar a porta de origem usando a notação host:port.


A arquitetura de entrega da Azion oferece a flexibilidade de adaptar o tipo de conexão entre os edge nodes e sua origem com base em seus requisitos específicos:

  • Preservar protocolo HTTP/HTTPS: esta opção mantém o mesmo protocolo de conexão (HTTP ou HTTPS) e portas usadas por seus usuários ao acessar seu conteúdo na Azion. Ele garante a continuidade da Azion para o seu servidor de origem.
  • Enforce HTTP: com essa configuração, a conexão entre os edge nodes da Azion e sua origem será exclusivamente feita por HTTP, independentemente do protocolo de conexão e das portas usadas pelos usuários para acessar o conteúdo da Azion. Você pode personalizar uma porta específica para sua origem no campo Address, diferente da porta padrão (80 para HTTP), se desejar.
  • Enforce HTTPS: esta opção exige que a conexão entre os edge nodes da Azion e sua origem seja exclusivamente por meio de HTTPS, independentemente do protocolo de conexão e das portas usadas por seus usuários para acessar o conteúdo da Azion. Você pode personalizar uma porta específica para sua origem no campo Address, diferente da porta padrão (443 para HTTPS), se desejar.

Para Single Origin, se a origem estiver localizada em um armazenamento de objetos com acesso privado, você deve fornecer credenciais de autenticação HMAC. Ao ativar a autenticação HMAC, seu conteúdo privado começará a ser entregue aos seus usuários por meio do Edge Application.

Você deve incluir nas credenciais de acesso HMAC fornecidas pelo seu provedor: Region, Access Key e Secret Key.


Exibe a configuração de tempo limite em segundos pré-definida pela Azion. Para alterar os valores de timeout, contate o time de suporte.


Contribuidores