1 of 20
2 of 20
3 of 20
4 of 20
5 of 20
6 of 20
7 of 20
8 of 20
9 of 20
10 of 20
11 of 20
12 of 20
13 of 20
14 of 20
15 of 20
16 of 20
17 of 20
18 of 20
19 of 20
20 of 20

site

doc

blog

success stories

Debugging

Edite no GitHub

Debug é um processo que possibilita aos desenvolvedores depurar mensagens de log ou valores de variáveis, por exemplo. A depuração permite ao usuário de Edge Functions gerar logs como se estivesse utilizando o JavaScript do browser.

  1. O que é
  2. Como funciona
  3. Configurar o recebimento dos logs

1. O que é

O processo de debugging em Edge Functions tem por finalidade promover maior controle da aplicação para identificação de erros. Pode ser usado, também, para auxiliar no desenvolvimento e depuração de uma function, resultando em maior observability.


2. Como funciona

Para depuração de códigos, você deve criar uma nova função que irá utilizar o método log. Essa função escreve para um arquivo local a mensagem passada previamente por parâmetro a ela. Verifique a aplicação da função console_from_event.log abaixo:

   async function handleRequest(request, console_from_event) {
       console_from_event.log("Hello World");

       return new Response("Checking console output.", {
           status: 200,
       });
   }
   addEventListener("fetch", (event) => {
       event.respondWith(handleRequest(event.request, event.console));
   });
}

A mensagem, então, é coletada e fica disponível para ser acessada via produto de Data Streaming.


3. Configurar o recebimento dos logs

  1. Acesse o Real-Time Manager com suas credenciais.
  2. No menu de Edge Analytics, selecione Data Streaming.
  3. Selecione um template já existente ou crie um novo, clicando em Add Streaming.
  4. Preencha os campos abaixo com as informações necessárias:

Name for Data Streaming: defina um nome para seu template.

Data

Data Source: é a plataforma Azion que gerará os eventos de onde você deseja coletar dados. Selecione uma opção.

Template: definição das variáveis. Selecione Custom Template para criar uma nova configuração de dados e inclua as seguintes variáveis no campo Data Set:

Variável Descrição
$time Data e hora da requisição.
$global_id Identificador da configuração.
$edge_function_id Identificador da Edge Function.
$request_id Identificador da requisição.
$log_level Nível do log gerado (ERROR, WARN, INFO, DEBUG, TRACE).
$log_message Mensagem usada para o log na chamada da função.

Options: local de onde será coletado dados. É possível filtrar os domínios (Filter Domains) ou selecionar todos (All Domains). Selecione uma opção. *

*Este campo aparecerá somente se você tiver mais de um domínio cadastrado.

Domains: caso deseje especificar quais os domínios, selecione-os nos boxes.

Sampling: definição da % dos dados que serão transmitidos. So é permitido alterar o valor ao selecionar All Domains no campo Options.

*Este campo aparecerá somente se você tiver mais de um domínio cadastrado.

Destination

Endpoint type: o método pelo qual seu endpoint vai receber os dados coletados por Data Streaming. Selecione uma opção.

Endpoint URL: a URL que receberá as informações transmitidas por Data Streaming. Defina a URL.

Custom Headers: inclua aqui a necessidade de adicionar headers nas requisições.

5 Clique em Save para finalizar o processo.


Não encontrou o que procurava? Abra um ticket.