Tendências de Mercado

Sua loja está pronta para o tráfego da Black Friday?

Aug 06, 20218 min read

Written by Frank Garland (Technical Researcher)

Become an expert in edge computing

Black Friday

A Black Friday é amanhã! Você está pronto? Ok, na verdade, não é amanhã. Ainda faltam quatro meses. Mas se você for uma empresa digital como um e-commerce, a hora de começar a se preparar para a Black Friday é agora, e não daqui a quatro meses, com o final de ano disparando em sua direção como um touro enfurecido – um touro pronto para lutar até a morte por uma grande promoção de TVs de tela plana.

A Black Friday, e sua irmã caçula, a Cyber Monday, é um dos maiores eventos do ano para compras online. Para muitas empresas, esse é um dia de lucros expressivos e de satisfazer o interesse do consumidor. Mesmo assim, ainda existem muitas empresas cujas vendas da temporada de festas são arruinadas por sites com links quebrados ou que demoram a carregar. Como consequência, clientes impacientes vão procurar concorrentes mais bem preparados para suas necessidades de compras – e aqueles verdadeiramente frustrados começam a espalhar suas reclamações pelas redes sociais, gerando uma onda de desconfiança da marca muitas vezes difícil de se recuperar.

No entanto, quando isso acontece com sua empresa, a causa do problema é de fato algo bom. Seus clientes adoram suas ofertas de produtos muito mais do que você esperava, e toda essa pressão em seu site é apenas um reflexo da relação de sucesso que você estabeleceu. Portanto, não desvalorize seu negócio. Seus clientes podem e irão surpreendê-lo – e, quando isso acontecer, sua infraestrutura online precisa ter agilidade e estabilidade para suportar os aumentos extremos no tráfego sem comprometer a velocidade e a facilidade de uso do seu site.

A seguir, você encontra alguns dos fundamentos essenciais que determinam a solidez do seu site. Compreender essas diferentes categorias de ferramentas, bem como aprender como encontrar opções poderosas o suficiente para atender às suas necessidades, permitirá que você e sua empresa aproveitem ao máximo o sucesso de seu site em futuras celebrações.

Load Balancing

O load balancer, como o próprio nome já diz: equilibra a carga dos dados de entrada. Você também pode considerar esse equipamento de rede ou seus equivalentes de software como controladores de tráfego, que atuam como um proxy para o front-end do seu sistema ao lidar com conexões cliente-servidor.

Um load balancer recebe conexões em nome da rede e usa algoritmos de sofisticação e complexidade variadas para determinar para qual servidor enviar cada conexão. É uma tarefa aparentemente simples, mas absolutamente crucial. Sem um load balancer suficientemente avançado para direcionar o fluxo de tráfego, as conexões podem se acumular de forma desigual, retardando o tempo de carregamento da página, sobrecarregando servidores e travando áreas de sua rede.

Os load balancers mais simples alternam as conexões de forma cíclica como no método blind round robin, minimizando problemas do servidor, pois garante que cada um receba uma porção igual do tráfego. Os load balancers mais avançados e modernos usam regras sofisticadas e algoritmos autocalibradores para realizar um load balancing único, inteligente e customizável, capaz de rotear tipos específicos de requisições de conteúdo e direcioná-los aos servidores mais adequados. Também possibilita monitorar a integridade tanto do servidor quanto do node e, dessa forma, assegurar que um servidor fora do ar não continue recebendo automaticamente novas requisições de conexão. Com um bom load balancer, você pode mitigar o risco de overload no servidor, interrupções de curto prazo e falhas de redes inteiras – mas com um excelente load balancer, seu sistema consegue se adaptar para gerenciar picos de tráfego massivos e inesperados, sem prejuízo à velocidade de conexão de seus visitantes da web.

Cache

O armazenamento em cache é um fator determinante crítico para a velocidade com que visitantes recorrentes podem acessar os dados do seu site. Servidores e computadores pessoais são projetados para armazenar conteúdo em cache por um tempo limitado depois de ser obtido.

O cache trabalha com a noção de que a memória que está mais perto do usuário será entregue mais rapidamente. De forma mais prática, significa que se você estiver procurando informações de uma página da web que tenha acessado recentemente, o servidor – node – ou o dispositivo que estiver armazenando os dados, pode entregá-las a você sem ter que consultar novamente essas informações de um banco de dados potencialmente distante ou de conteúdo hospedado no servidor de origem. Isso é ótimo para reduzir os gargalos no tráfego online, pois garante que sejam atendidas apenas as requisições para o conteúdo que ainda não foi armazenado em cache localmente. Embora cada computador individual tenha sua própria maneira de armazenar conteúdo em cache, não é uma boa prática para sua empresa contar com recursos de cache do front-end. É como se fosse um supermercado falando para seus clientes trazerem seus próprios carrinhos de compras. Em vez disso, as empresas que se dedicam a oferecer uma experiência de cache tranquila usam um cache de servidor.

Um cache de servidor atua como um servidor proxy para seu sistema, armazenando em cache o conteúdo habitualmente requisitado na região para que múltiplos usuários finais consigam acessá-lo ao mesmo tempo, reduzindo a latência e a sobrecarga da rede. Assim como os load balancers, nem todos os serviços de cache e ofertas de produtos são gerados da mesma forma. Você vai querer verificar o tempo de expiração do TTL, que determina por quanto tempo o conteúdo é armazenado em cache antes de ser excluído. Diferentes serviços ressaltam diferentes pontos fortes, seja velocidade, flexibilidade ou estabilidade. Somente você sabe quais são as necessidades de cache do seu sistema.

Levando a Black Friday para o Edge

No final das contas, as redes de servidores tradicionais têm tanto trabalho para lidar com os tipos de cargas de tráfego que, em datas com volume expressivo como a Black Friday, tendem a descartá-los. Simplesmente, não há servidores suficientes para todos, e o custo da construção de novos deve levar em consideração o fato de que os servidores excedentes serão usados apenas durante alguns dias de tráfego intenso. É por essa razão que as empresas mais experientes estão começando a mover sua infraestrutura da web para plataformas de edge de alta velocidade, como a da Azion.

A Azion oferece uma rede edge distribuída, totalmente programável, com edge locations espalhadas por todo o país e pelo mundo. O edge da Azion foi construído para atender a nova onda de oportunidades e desafios enfrentados pela comunidade digital, incluindo eventos de alto tráfego e grande fluxo de dados, como a enxurrada de compras online que ocorrerá na Black Friday. Os edge nodes em nossa rede são escaláveis, podem ser implementados remotamente, tornando o processo de aumentar sua presença para resolver os picos de tráfego de forma rápida e fácil. Ao maximizar a redundância em nossa rede de edge nodes, evitamos ficar atrelados a um único servidor. Se um dos nodes falhar ou ficar lento, um outro poderá retomar imediatamente essa interrupção, sem causar danos ao restante da rede ou à experiência perceptiva do visitante da web.

Para completar, a Azion construiu de forma personalizada o próprio Load Balancer de camada 7 de última geração, equipado exclusivamente para gerenciar o tráfego em nossa plataforma de edge. Graças à REST API da Azion, o Advanced Load Balancer é facilmente integrado ao seu sistema existente.

O layout da rede edge distribuída complementa-se ao cache. A natureza de como o cache do servidor proxy funciona requer que os servidores sejam dedicados a uma localização geográfica específica, de modo que todos os visitantes da web naquela região possam acessar o conteúdo em cache a partir daquele servidor. O edge oferece uma abordagem muito mais refinada.

Os edge nodes, devido à sua natureza, trazem os dados para mais perto do usuário final, e isso inclui o conteúdo em cache. O fato de usar edge nodes como proxies de cache, em vez de servidores tradicionais, permite aos clientes obterem conteúdo em taxas significativamente mais rápidas, reduzindo o tempo de percurso de dados. Para gerenciar essa abordagem de cache, o Edge Application da Azion tem o módulo Edge Caching, construído especificamente para tratar de todas as suas necessidades de armazenamento em cache no edge. Além disso, da mesma forma como nossa ferramenta de load balancing, o Edge Caching é totalmente integrável por meio de nossa REST API personalizada.

Pontos-chave

Nunca é um mau momento para maximizar a capacidade de tráfego do seu sistema. Agora, nos meses que antecedem a Black Friday, é particularmente vital para os e-commerces que desejam permanecer competitivos garantir que fizeram tudo ao seu alcance a fim de preparar seu sistema para a gigantesca onda de compras online. Por exemplo, a substituição gradativa de ferramentas desatualizadas em áreas-chave como load balancing e cache. Mas se você está procurando uma abordagem mais holística para reavaliar o seu sistema, este pode ser o momento perfeito para mover seus dados para o edge, bem a tempo de aproveitar o poder de sua baixa latência neste período de festas de final de ano.

Was this article helpful?

Related posts