Os benefícios de uma plataforma de edge: varejo

Saiba quais são os benefícios de uma plataforma de edge e por que ela é uma peça fundamental na indústria do varejo.

Vivian Seixas - Technical Researcher
Os benefícios de uma plataforma de edge: varejo

Neste blog post nós vamos te mostrar como uma plataforma de edge beneficia na prática a indústria do varejo e todos os agentes envolvidos no processo: DevOps, negócios e usuários.

E mais

Você vai descobrir por que a união entre o varejo e uma plataforma de edge é uma parceria de sucesso.

Imagem com os benefícios da rede de edge computing da Azion

Um mundo cada vez mais conectado

A pandemia da COVID-19 veio para abalar as nossas certezas, para nos mostrar que o que temos como certo pode ser mudado drasticamente de uma hora para outra. E uma das coisas mais impactantes que ela fez foi transformar o comportamento online dos consumidores, que sem sombra de dúvidas nunca mais será o mesmo. O que procuram, como procuram, o que compram, quando compram e o que esperam das experiências, tudo mudou! E convenhamos, para um nível mais exigente do que nunca.

E qual foi o resultado disso? Trabalho remoto, novos hábitos de entretenimento e o enorme crescimento de dispositivos conectados à internet, que aceleraram e ampliaram a transformação digital para todos os aspectos dos negócios e da nossa vida. Mas, apesar do susto, como parte da essência humana nós nos adaptamos – ou ainda estamos nos adaptando – aos novos cenários e hábitos.

Portanto, as empresas que mais rapidamente se adaptarem a essas mudanças e oferecerem o que os consumidores esperam em termos de experiência online, produtos e serviços, certamente serão aquelas que vão se fortalecer e ganhar ainda mais espaço e clientes fiéis ​​– e caso esse ainda não seja o seu caso, você vai ver aqui que ainda é possível mudar a sua situação.

Principais mudanças

De acordo com o relatório as 10 Principais Tendências Globais de Consumo 2021 da Euromonitor International, as empresas devem mais do que nunca ficar atentas às transformações nos valores e no comportamento dos consumidores e devem priorizar e reforçar as suas demandas.

Nós selecionamos aqui algumas das principais tendências que se aplicam a negócios de todos os setores:

  • Desejo por conveniência: há uma grande pressão para que as empresas adaptem rapidamente suas operações, desenvolvendo uma experiência do cliente mais resiliente enquanto preserva os níveis de conveniência, mantendo a agilidade e a continuidade da jornada de compra em todos os canais.
  • Otimizando o tempo: na era do imediatismo, o tempo virou commodity e nunca foi tão valorizado. As empresas devem propor soluções que atendam ao desejo do consumidor de otimizar seu tempo, oferecendo maior flexibilidade, especialmente com relação a produtos e serviços acessíveis a partir da casa do cliente ou nas proximidades.
  • Obsessão por segurança: o medo do contágio estimulou os consumidores a buscarem soluções que não requerem contato físico. Além disso, há uma preocupação enorme com o roubo de dados no ambiente online. As empresas devem implementar medidas estritas de segurança biológica e digital voltadas para a mitigação das preocupações dos consumidores.
  • A ordem é pechinchar: os consumidores estão mais cautelosos e moderados com suas finanças, por isso buscam obter o melhor custo-benefício e priorizar produtos e serviços com valor agregado. As empresas devem fazer propostas de valor, oferecendo opções acessíveis sem redução da qualidade.

Como você pode ver, experiências perfeitas, economia de tempo, produtos com valor agregado e segurança são valores imprescindíveis para o consumidor atual e o mínimo que as empresas devem oferecer.

Os desafios do varejo

Até então falamos do cenário mundial e dos desafios que todos os negócios enfrentam de forma genérica, mas agora vamos falar de problemas específicos que o setor do varejo tem enfrentado ultimamente.

Nós listamos aqui os principais desafios enfrentados por essa indústria:

  1. Aumento das vendas online

    Muitos negócios ainda não estavam online e tiveram que migrar rapidamente para o digital, ou muitos que já estavam não tinham uma estrutura suficiente para atender a demanda que cresceu vertiginosamente em um curto espaço de tempo. E a diferença nas operações de uma loja online sem sombra de dúvidas impactou quem não estava acostumado, prejudicando as cadeias de suprimento, as entregas e o atendimento ao consumidor. O desafio aqui é garantir a disponibilidade dos produtos ou serviços e oferecer experiências online resilientes.

  2. Maior exigência dos usuários

    Além de estar presente no mundo digital, as empresas precisaram lidar com a exigência cada vez maior dos consumidores por experiências online rápidas, sem falhas e seguras. Os milissegundos a mais ou a menos definem se o usuário abandona ou não a sua marca e ter a certeza de que os dados do cartão de crédito serão roubados é outro fator decisivo. Ou seja, o desafio aqui é: para sobreviver no mundo digital não adianta somente ter um site, ele tem que oferecer a melhor performance com total segurança.

  3. Mais concorrência

    O usuário quer encontrar o melhor produto com o melhor preço, então é óbvio que ele vai procurar por produtos que se encaixem nos seus critérios de melhor custo-benefício. E o mundo online veio para facilitar essa busca: é mais fácil e rápido comparar preços em lojas online do que em lojas físicas. Isso significa, portanto, que a competição ficou mais acirrada e o desafio é otimizar os gastos em toda a cadeia produtiva para oferecer um preço competitivo.

E para vencer esses desafios, as empresas varejistas têm que tomar uma série de medidas que vão impactar diretamente no seu sucesso, e uma delas é utilizar tecnologias que vão ajudar a enfrentar e até eliminar esses problemas. Uma das soluções tecnológicas que sem dúvida nenhuma faz a diferença para oferecer as melhores experiências no mundo online é uma plataforma de edge, uma peça fundamental da nossa indispensável internet.

Plataforma de Edge da Azion: a melhor e mais moderna solução de CDN para o varejo

A Azion é uma empresa inovadora e sempre atenta às tendências do mercado para atender os seus clientes da melhor maneira. É por isso que uma das suas principais características é agregar valor ao seu produto ou serviço com uma série de recursos que otimizam todas as etapas envolvidas no processo de desenvolvimento da sua aplicação à distribuição de conteúdo e que beneficia todos os agentes que participam do processo.

A Plataforma de Edge da Azion é full-stack, aberta, extensível e programável, simplificando e agilizando o modo como se cria software. Sua tecnologia de edge computing é escalável, ou seja, a Azion é responsável pela manutenção e administração da infraestrutura, alocando recursos de forma dinâmica para atender às necessidades e demandas dos clientes.

Além disso, sua arquitetura é descentralizada e distribuída, o que a faz oferecer menor latência, mais confiabilidade e alta escalabilidade em comparação com CDNs legadas e até mesmo soluções de cloud computing. Isso também permite o processamento de dados em tempo real, fundamental para aplicações time-sensitive de áreas críticas. A soma desses fatores reflete em um melhor desempenho, com menor custo operacional. E com mais de 65 edge locations globais, é possível orquestrar o desenvolvimento em multi-cloud, on-premise ou em dispositivos remotos.

Quem escolhe a CDN da Azion cria uma enorme vantagem competitiva e passa a usufruir de inúmeros benefícios. Só para você ter uma ideia, alguns deles são:

  • Alta disponibilidade para entrega de conteúdo e aplicações
  • Latência baixíssima
  • Tempo de carregamento drasticamente reduzido
  • Economia em largura de banda
  • Segurança muito mais eficaz
  • Observabilidade total
  • Custos operacionais reduzidos
  • DevOps e clientes satisfeitos

Os benefícios de edge computing para  DevOps

Um ponto importante a se destacar é a melhoria que a moderna CDN da Azion traz para a vida dos DevOps, que estão ali diariamente trabalhando por trás dos bastidores e sofrem diretamente com sistemas legados. Além disso, se não fosse por eles, os negócios não teriam produtos para ofertar e os usuários finais não teriam nem o que usar ou comprar.

São inúmeros os benefícios, mas alguns deles são:

  • Observabilidade: a maioria das CDNs tradicionais não oferece aos DevOps observabilidade em tempo real, o que dificulta o monitoramento do sistema, do comportamento do usuário e o recebimento de feedbacks – e isso, obviamente, dificulta o trabalho desses profissionais. Uma plataforma de edge, por sua vez, oferece aos DevOps visão total e completa do sistema em tempo real.
  • Controle: os DevOps, ao trabalharem com CDNs tradicionais, não têm o controle de alterações nas configurações, que ficam a cargo do provedor de serviço. Além disso, alterações, mesmo as mais simples, podem levar um bom tempo para serem feitas, já que também entram numa fila de espera. Com uma plataforma de edge, os DevOps possuem maior gestão e controle, além de mais agilidade para aplicar as alterações via portal de gerenciamento ou API.
  • Orquestração: os DevOps podem implementar, gerenciar, controlar, monitorar e atualizar recursos no edge em tempo real, sem a necessidade de provisionamento, além de poder integrar outros serviços.
  • Automação: o uso de SDN (Software-defined Networking) facilita o uso de recursos, de modo que os DevOps só precisam se preocupar com a criação e a execução de código e workloads no edge; sem provisionamento, manutenção ou tarefas operacionais.
  • Modelo serverless: o provedor executa e gerencia os servidores e toda a infraestrutura, além dos recursos, o que elimina as tarefas de escalabilidade, planejamento e manutenção para DevOps.
  • Novos casos de uso: a infraestrutura de edge computing facilita o desenvolvimento de projetos com tecnologia moderna, como AI, AR, VR, IoT, machine learning, streaming de dados e vídeo, 5G e muito mais.

O diferencial da Azion

Além dos benefícios apresentados anteriormente, a Azion vai além porque oferece uma jornada do cliente mais simples e rápida, mas sem deixar de ser completa, que facilita o trabalho dos DevOps e oferece melhores resultados para os negócios.

Veja como é fácil utilizar uma plataforma de edge, do início ao fim:

1passo: Criar

Assim que você começa a usar uma plataforma de edge, já é possível criar, desenvolver, lançar e dimensionar aplicações sem restrições. Nesse momento, você foca na criação das aplicações, na definição das regras e dos parâmetros. Além disso, nessa fase você vai construir uma infraestrutura escalável com edge nodes, que podem ser configurados remotamente usando provisionamento zero-touch.

2passo: Proteger

Nessa etapa, você vai definir questões de segurança da aplicação no edge – você pode escolher entre Web Application Firewall, DDoS Protection e Network Layer Protection ou todas as opções simultaneamente – que vão permitir que você rastreie tráfego malicioso, isole as OWASP Top 10 ameaças, se adapte a ataques zero-day, dentre outras.

3passo: Entregar

Após criar as aplicações na plataforma de edge computing, é possível entregá-las a partir de uma rede global. Ou seja, nesse momento, você está pronto para usar a rede e o conteúdo está pronto para ser entregue. Há ainda a possibilidade de adicionar toda a inteligência (ou parte dela) de uma plataforma de edge à sua própria infraestrutura, através das soluções de orquestração.

4passo: Observar

Enquanto a plataforma de edge entrega o conteúdo, com as soluções de análise de dados você pode ver exatamente tudo o que está acontecendo no seu sistema e como os usuários das suas aplicações se comportam. Isso porque você tem acesso a dados em tempo real sobre toda a operação, do início ao fim, que inclusive permitem prever eventos e evitar incidentes.

Case de sucesso

A Azion tem a confiança de empresas líderes do varejo. Confira a seguir como o caso das Lojas Renner é um exemplo dessa parceria de sucesso.

Desafio

Um excelente desempenho na Black Friday fez uma grande diferença nos resultados da Renner no último trimestre de 2019, no qual a empresa registrou lucro líquido de R$ 513 milhões¹. A maior varejista de moda do país conseguiu isso ao garantir que poderia atender aos requisitos de performance, segurança e resiliência necessários para suas aplicações e para avançar com a sua transformação digital.

Desde então, a Renner continua obtendo resultados notáveis com a sua plataforma de e-commerce:

  • a taxa de vendas nas plataformas online da Lojas Renner aumentou durante a pandemia de COVID-19 e, mesmo após a reabertura das lojas físicas, a empresa continuou a ver um crescimento de três dígitos;
  • o app da Renner vem registrando uma performance destacada. No segundo trimestre deste ano, por exemplo, o número de downloads aumentou 259%;
  • a participação do app na receita também cresceu e já representa cerca de metade das vendas digitais.

Essa evolução envolveu dois objetivos importantes: superar as expectativas para milhões de visitantes únicos mensais e atender grandes picos de acessos, preparando a tecnologia para as futuras demandas, considerando que:

Havia duas metas cruciais nesse desenvolvimento: exceder as expectativas de milhões de visitantes únicos mensalmente e suportar grandes picos de acesso. Tais objetivos asseguram que o sistema estará preparado para corresponder às demandas futuras, considerando que:

  • até 2023, haverá 520 milhões de pessoas usando dispositivos móveis na América Latina: 38 milhões a mais do que em 2018 (um crescimento de aproximadamente 8%)²;
  • em 2023, cerca de 2,1 bilhões de dispositivos estarão conectados à internet3 (700 milhões a mais do que em 2018);
  • 83% dos consumidores consideram a experiência de compra mais importante do que os próprios produtos e serviços⁴.

Latência e tempo de carregamento são problemas comuns para aplicações, especialmente em períodos como a Black Friday, quando oito em cada dez consumidores engajam⁵ e centenas de milhares de pessoas experimentam comprar online.

Contudo, um dos maiores obstáculos para a Lojas Renner superar, a fim de alcançar voos ainda mais altos em vendas, era melhorar a performance de seus sistemas em cada parte do Brasil e do Uruguai, onde a Renner opera.

Solução

A Renner, assim como 44% das empresas que adotaram edge computing⁶, utiliza os produtos e serviços edge-native da Azion para entregar aplicações serverless em velocidade superior a quaisquer outras aplicações monolíticas hospedadas na nuvem⁷.

Graças ao Edge Functions e Edge Application da Azion, incluindo os módulos Application Acceleration, Edge Caching e Image Processor, a Renner pode:

  • realizar testes A/B utilizando funções construídas no edge;
  • personalizar a entrega de conteúdos estáticos e dinâmicos;
  • usar algoritmos de computação visual para otimizar imagens.

Após um rápido processo de implementação, a Renner continuou trabalhando com o time de Solutions Lab da Azion para ajudar a construir e executar edge applications com funcionalidades avançadas.

Resultados e impactos

Na Black Friday de 2020, as edge applications da Renner lidaram com até 17 mil requisições por segundo, e apenas um pequeno percentual delas precisaram acessar as aplicações hospedadas em sua infraestrutura.

Em 2020, a Renner usou o Azion Image Processor para otimizar o volume de imagens que tinham de ser transferidas aos dispositivos dos clientes sem reduzir suas funcionalidades e qualidade, ajudando a:

  • diminuir o tempo de carregamento das aplicações online;
  • viabilizar acesso para clientes que têm recursos de banda limitados, especialmente usuários mobile;
  • melhorar o desempenho de SEO;
  • reduzir custos com publicidade online aumentando o tráfego orgânico;
  • impulsionar as conversões de vendas.

Desde o início da parceria, a Renner confiou na assistência da Azion para auxiliar em seus projetos no edge, como a conversão do site para que tanto dispositivos desktop quanto mobile acessem páginas responsivas e usar funcionalidades avançadas do Edge Application para suportar a carga gerada por grandes eventos sem impactar a infraestrutura de origem.

Conclusão

Para continuar vivo no mundo online, não tem pra onde fugir: ou se adota a transformação digital de vez e as melhores soluções tecnológicas ou o caminho para o fracasso é só uma questão de tempo. E como fracasso é uma palavra que não gostamos de pronunciar – ainda mais de viver – a melhor opção é escolher ferramentas completas, que vão atender exatamente às demandas do seu negócio, além de proporcionar tranquilidade e facilidade de uso tanto para os seus DevOps quanto para os usuários finais.

Como você viu no nosso case, uma plataforma de edge tem um papel fundamental no sucesso das empresas. E quando a plataforma de edge é a da Azion, os benefícios e a vantagem competitiva fazem toda a diferença.

Não perca mais tempo e dinheiro com soluções legadas. Fale aqui com nossos especialistas e descubra por que a Azion é a melhor escolha.

Referências

| ¹ Lucro da Renner cresce 16,7% no quarto trimestre de 2019 | Valor Econômico |

| ² ⁻ ³[2,3]</sup> Annual Internet Report (2018–2023) White Paper | Cisco |

| ⁴ Milliseconds Make Millions | Google & Deloitte |

| ⁵ Oito em cada dez brasileiros devem fazer compras na Black Friday | Locomotiva |

| ⁶ Predictions 2020: Edge Computing Makes The Leap | Forrester |

| ⁷ Why Big Money Is Already Pouring Into Edge Computing | Forbes |

Inscreva-se na nossa Newsletter