Agradecemos o seu interesse.

Aproveite o conteúdo.

Como fazer os clientes retornarem ao seu site

Os segredos do Load Balancing para a otimização de performance

O clique
da distração

O cliente dos seus sonhos acabou de entrar no seu site. Interessadíssimo na sua oferta de produtos, ele ouviu falar muito bem de você e veio te conhecer. É como se ele estivesse num primeiro encontro. Mas é claro que ele não é o único a entrar no seu site nesse momento, e com o aumento do tráfego, a página leva alguns segundos para carregar totalmente.

O que acontece é que o cliente dos seus sonhos também se distrai facilmente, e nesses segundos em que o site está carregando, ele se lembra de outro, ou de um vídeo que queria ver, ou decide atualizar o e-mail, e acaba clicando em outra página.

A realidade de hoje é que o usuário tem um intervalo de atenção bem curto e uma janela de paciência ainda menor para sites que operam em qualquer velocidade menor do que microssegundos.

Então, para garantir que visitantes continuem indo ao seu site e continuem retornando, você precisa focar na manutenção e na otimização do caching e do load balancing do seu sistema.

Deixe o conteúdo mais próximo dos seus clientes

O caching desempenha um papel fundamental na velocidade de um site. Para muitas empresas, as necessidades de caching foram tratadas e reforçadas pelas CDNs (Content Delivery Networks), que serviam de proxies para servidores corporativos e faziam caching próximo dos usuários finais usando PoPs (Points of Presence).

Isso ainda acontece, mas o surgimento do Edge Computing ampliou consideravelmente os recursos de caching ao levar o conteúdo para ainda mais perto dos usuários. Ao utilizar uma grande quantidade de edge nodes espalhados em uma rede edge distribuída, ocupando o lugar dos servidores tradicionais, caching no edge traz o conteúdo armazenado direto para o usuário e, consequentemente, temos uma solução de caching com latência extremamente baixa.

Foi pensando nesse cenário que criamos a nossa própria ferramenta de caching – o Azion Edge Caching – projetada para utilizar todo o poder da nossa rede edge distribuída. O Edge Caching é um serviço granular e programável, capaz de aumentar drasticamente a velocidade e a disponibilidade dos conteúdos estático e dinâmico ao minimizar viagens à origem.

Os benefícios do Edge Caching incluem:

  • Manipulação do pico de tráfego

    Com acesso a inúmeros edge nodes, o Edge Caching é capaz de se adaptar quando picos de tráfego ocorrem ao inserir mais nodes para caching e, assim, atender à demanda do momento.

  • Site com alta performance

    O Edge Caching realmente leva o conteúdo para mais perto do cliente. Isso significa menos tempo para a página carregar, menos tempo de espera e, consequentemente, clientes mais felizes.

  • Experiência do cliente consistente

    Com PoPs totalmente distribuídos, o Edge Caching resolve o problema geográfico, já que evita inconsistências na experiência do cliente ao tomar como base a localização do usuário.

Diante disso tudo, fica claro que um caching eficiente é essencial para que a experiência do usuário em seu site seja positiva. E mais, quando combinado com uma solução de load balancing moderna, o resultado é uma presença online mais rápida, leve e estável.

Por que escolher o load balancing da Azion?

Para impulsionar o desempenho do seu site com load balancing, é importante ter uma compreensão básica da função dos load balancers na manutenção do site e as principais características que diferenciam um load balancer de outro.

Assim, uma das diferenças é que, na versão básica, os load balancers equilibram as cargas de tráfego para manter a alta velocidade do servidor, e na versão um pouco mais aprimorada, o load balancer atua como um proxy para o servidor em conexões cliente-servidor, encaminhando as solicitações do cliente para um servidor de sua escolha.

Ele faz essa escolha com base no algoritmo de classificação com o qual está configurado. Para as ferramentas tradicionais de load balancer, esse algoritmo é um conjunto muito simples de regras de classificação, como o algoritmo round robin, que envia ciclicamente uma solicitação para cada servidor e, em seguida, repete o processo.

Esses algoritmos não exigem que o load balancer tenha qualquer conhecimento do estado dos servidores pelos quais o proxy é feito, uma vez que a simplicidade da matemática fornece um claro processo do roteamento que deve ser feito.

Ao mesmo tempo, é isso que caracteriza a decadência desses modelos. Como esses algoritmos operam de modo independente em relação aos servidores pelos quais suas conexões passam, um servidor sobrecarregado ou inativo continuará a receber tráfego, já que o load balancer não tem como detectar o problema.

Infelizmente, os load balancers que operam na camada de rede não são capazes de usar algoritmos mais complexos do que esses – mas a boa notícia é que existem load balancers modernos com funcionalidades mais avançadas.

A tradição DNS

Os primeiros load balancers foram construídos com base no DNS (Domain Name System), mais conhecido por traduzir as URLs que você digita para os endereços de IP que podem ser lidos pelas máquinas. Muitos load balancers ainda usam DNS, mas versões mais modernas não adotam mais essa prática. Isso porque o Domain Name System é capaz de ler apenas uma informação: endereços IP.

Isso significa que os DNS load balancers só têm acesso a endereços IP nas conexões de entrada, além de não possuírem capacidade de discernir o tipo de informação que está sendo transmitida.

Os endereços IP de fato carregam algumas informações, como as partes da sequência numérica que dão uma indicação da origem geográfica do endereço, mas esses dados não são suficientes para construir um algoritmo sofisticado e,

por isso, o DNS load balancing só opera na camada de rede e usa algoritmos cegos, como round robin, para equilibrar as solicitações.

Os clientes que utilizam DNS modernos geralmente tentam remediar os problemas com soluções alternativas, tal como reforçar o load balancer com recursos de tratamento de tráfego mais avançados. O problema é que os DNS load balancers não foram projetados para operar com complementos, e essas configurações híbridas são extremamente complexas de integrar, além de serem financeiramente inviáveis para a maioria das pessoas, exceto para as grandes empresas.

E apesar de termos evoluído desde a criação do DNS load balancing, ainda assim é possível aproveitar os recursos content-aware ofertados pelo load balancing na camada de aplicação.

O que é um load balancing inteligente?

Os load balancers de camada de aplicação têm a capacidade de tomar decisões muito avançadas. A camada de aplicação é o nível mais superficial da internet. É onde está a interface do usuário do seu site e, por isso, é a camada que tem acesso a uma grande quantidade de dados.

ROs load balancers de camada de aplicação inteligentes podem ser programados para ler esses dados e aproveitar a transparência das informações para tomar decisões avançadas durante o roteamento de conexão.

Em vez de apenas enviar conexões para qualquer servidor disponível, um load balancer inteligente pode tomar decisões

com base no tipo de dados dessa conexão, como enviar material estático para determinados servidores dedicados e material dinâmico para outros. Pode optar, também, por enviar pacotes contendo vídeos ou imagens a servidores especificamente configurados para recebê-los.

Esse nível de personalização e flexibilidade equivale a um aumento de velocidade expressivo no tratamento do tráfego, o que permite que seu site funcione sem atrasos em todas as conexões.

Balancing no edge

Por mais inteligente que seja, o potencial do load balancer é definido de acordo com o sistema em que opera. Ou seja, de nada adianta usar um algoritmo de classificação avançado se você só tiver balancing em um on-prem minúsculo e com poucos servidores.

Para não passar por isso, uma solução inovadora é trazer o load balancer para o edge. Os ambientes de edge são naturalmente descentralizados, com conexões sendo roteadas para centenas de edge nodes geograficamente dispersos em vez de serem enviadas para um único servidor.

Uma vez que não há um servidor central em uma rede edge distribuída, não há um ponto único de falha que possa fazer o sistema cair. Isso significa que os ambientes de edge não são apenas mais tolerantes a falhas do que as redes convencionais, como também são mais seguros.

Assim, você não precisa se preocupar se um ataque vai atingir a camada interna da sua rede. O edge é perimeter-less, o que significa que nenhum node no sistema é tão significativo a ponto de sua ausência ou adulteração afetar a rede mais ampla. Além disso, load balancing no edge oferece benefícios significativos que vão muito além de tolerância a falhas e segurança.

Ao ter balancing em uma rede edge distribuída, você é capaz de atingir velocidades de conexão que os ambientes legados simplesmente não conseguem alcançar. Se você executar um load balancer inteligente em uma rede edge distribuída, você poderá configurá-lo para direcionar o tráfego ao node mais próximo do usuário final, reduzindo drasticamente a latência ao diminuir o tempo da viagem de dados.

Ou seja, o load balancing no edge emprega a capacidade do balancing na camada de aplicação ao mesmo tempo que oferece suporte de infraestrutura para atingir todo o seu potencial.

Load Balancing com a Azion

Nossa ferramenta de load balancing – o Advanced Load Balancer – foi projetada especificamente para lidar com as necessidades exclusivas de balancing de tráfego serverless na rede edge.

É uma ferramenta de load balancing na camada de aplicação inteligente, equipada com um conjunto completo de algoritmos de classificação, incluindo Weighted Round Robin, Weighted Least-Connections e IP Hash.

Além disso, oferece flexibilidade personalizável para configurar parâmetros de classificação mais avançados, que atendam às necessidades específicas da sua rede.

Ao executar load balancing no ambiente de edge da Azion, você dará ao seu load balancer acesso a uma rede edge serverless totalmente distribuída, com pontos de presença nos Estados Unidos e no mundo todo.

O Advanced Load Balancer é rápido, leve e content-aware. Ele também foi desenvolvido com foco na implementabilidade, o que permite uma instalação rápida e remota, para execução em qualquer ambiente edge, cloud ou on-prem.

E não para por aí...

Um load balancing adequado aumenta consideravelmente a velocidade do site e a tolerância a falhas na rede, assim como o caching no edge reduz drasticamente a latência na recuperação de conteúdo. Mas a nossa jornada em busca de melhorias não para por aí.

A Azion possui um conjunto completo de ferramentas e recursos que podem elevar o nível do seu site, que inclui:

  • Edge Functions

    Imagine deixar o seu site inteligente, por exemplo, ter páginas iniciais que são renderizadas de formas diferentes, de acordo com o usuário. É possível, ainda, renderizar as páginas de acordo com a hora, o clima ou o local, e até mesmo fazer testes A-B sobre um novo design para o site.

    Além disso, é possível realizar atividades de verificação, como autenticar usuários antes que uma função seja executada. Ou seja, são infinitas as possibilidades. Crie e execute funções serverless com o Azion Edge Functions, adicione funcionalidades do edge a suas aplicações e personalize a sua entrega de conteúdo.

  • Otimização de Imagem

    A tendência de adicionar imagens de alta qualidade nos sites – e em muitos casos, várias – para torná-los mais modernos e atraentes tem um porém: isso também pode fazer com que as páginas sejam renderizadas com muito mais lentidão. Mesmo o Edge Caching causando um enorme impacto na velocidade ao deixar o conteúdo mais próximo do cliente, os arquivos grandes continuam lá.

    É aqui que a otimização da imagem desempenha um papel vital. Ela faz uma "mágica" no backend para reduzir o tamanho dos arquivos, mas sem afetar a qualidade das imagens. E o resultado disso é que você pode atrair mais visitantes ao oferecer um site que tem ao mesmo tempo uma estética agradável e um alto desempenho.

  • DNS Inteligente

    Com os sites modernos fazendo 5 vezes mais resoluções ou até mais do que isso, reduzir o tempo de latência delas pode resultar em uma latência extremamente baixa no seu site. Portanto, reduza o tempo de resolução com o DNS inteligente e serverless da Azion. Com ele, você se protege contra as vulnerabilidades de um DNS legado e simplifica o roteamento de tráfego de rede.

Não perca
mais tempo

Otimizar o desempenho de um site é uma tarefa que exige inúmeras ferramentas, e dentro desse universo, o load balancer desempenha um papel relativamente simples, porém essencial.

Load balancers eficientes, além de aumentarem a velocidade e o desempenho da conexão, adicionam outra camada de segurança no seu site. Por sua vez, load balancers inferiores não conseguem se adaptar a picos de tráfego, travando os servidores principais e prejudicando a credibilidade da sua marca.

É por esse motivo que, embora os load balancers não sejam a parte mais sofisticada de uma rede, é vital que você encontre um que melhor atenda às suas necessidades.

Se as características do nosso Advanced Load Balancer chamaram a sua atenção, solicite uma demonstração e veja como ele funciona.

Lembre-se de que o load balancer ideal é aquele que entrega o melhor desempenho de forma invisível para os usuários e oferece um tempo de renderização suave e imperceptível, que permite que o cliente se concentre na qualidade do seu conteúdo e não no tempo que leva para ir de página em página.

Talvez você também se interesse por:

Webinar gratuito

Como reter clientes através da experiência online

Melhore a experiência do usuário com nossa tecnologia inovadora de load balancing

Aberto. Inteligente. Poderoso.

Tudo que você precisa para construir, inovar e escalar.