NZN cria mais de 100 edge applications e reduz o tempo de carregamento dos sites em 50% utilizando a Plataforma Azion

Desafio

Detentora de várias marcas de sucesso, a NZN é responsável por grande parte dos conteúdos digitais que circulam pela internet brasileira. Em média, são mais de 200 milhões de pageviews mensais somente nos sites do grupo e a entrega de conteúdos para 23 milhões de visitantes únicos.

O desafio é ainda maior ao levarmos em conta que seis em cada 10 pessoas aumentaram o consumo de mídia¹; e 69% dos usuários afirmam que uma experiência extraordinária eleva as suas expectativas em relação a outras companhias².

Logo, proporcionar agilidade no carregamento de conteúdos entre vídeos e notícias é um importante diferencial competitivo para a NZN:

  • reter a audiência em suas páginas;
  • aumentar o engajamento e fidelizar mais consumidores;
  • melhorar o posicionamento nos motores de busca; e
  • gerar maiores quantidades de cliques e visualizações para os anunciantes.

Fora a performance, manter a disponibilidade em meio a grandes picos de acessos e cenários adversos, como ataques de DDoS – o número de ocorrências cresceu 50% apenas no início de 2020³ –, são obstáculos que tecnologias convencionais não são preparadas para superar.

Depois de pesquisar pelos maiores fornecedores globais de tecnologia visando inovar e aprimorar o serviço, a NZN optou pela plataforma de Edge da Azion, composta por mais de 30 pontos de presença no Brasil, e que oferece todos os recursos para a maior criadora de verticais do país continuar evoluindo.

Solução

Estudos comprovam que serviços baseados em edge computing têm capacidade de aprimorar a experiência do usuário em 200%⁴ , e a Azion colocou à disposição da NZN todos os instrumentos necessários para obter ganhos nessa proporção.

Para agilizar a entrega de conteúdos pelo Edge da Azion, a NZN substituiu o uso de CDN (Content Delivery Network) pelo Edge Caching,a solução de caching da Azion. Com isso, a sua equipe dispõe de mais escalabilidade e autonomia para realizar cache de conteúdos no Edge, próximo do dispositivo final.

Quando o conteúdo não se encontra na camada de caching, o que é comum devido ao grande volume de notícias publicadas diariamente, é consultada uma camada intermediária, o Edge Caching L2, mantendo a agilidade de entrega e economizar em recursos computacionais.

Além do poder de escalabilidade, a NZN reforçou a resiliência das suas aplicações com o Azion WAF e o DDoS Protection, possibilitando que grandes picos de acessos sejam entregues mesmo durante os ataques mais complexos, incluindo ameaças zero day, eliminando os riscos distantes da sua infraestrutura de origem.

Resultados e impactos

Na primeira semana de parceria, o suporte da Azion auxiliou os times da NZN com a construção de um cronograma para implantação de mais de 100 edge applications em apenas um mês – atualmente, são aproximadamente 200 aplicações serverless rodando no Edge – e treinou os profissionais para a NZN continuar crescendo com o uso dos produtos edge-native da Azion.

Com o gerenciamento dos recursos de edge computing realizado de maneira simples, fácil e online, a NZN salvou custos de infraestrutura ao fazer com que mais de 90% das requisições passassem a ser respondidas diretamente no Edge.

Mais do que reduzir custos de infra, mover os workloads para o Edge reduziu 50% o tempo de carregamento de conteúdos em todos os sites integrados à plataforma NZN, além de aprimorar a experiência do usuário em vários aspectos.

Em termos de disponibilidade e segurança, o primeiro grande impacto foi a mitigação de ataques DDoS. Após a primeira Black Friday da NZN, resultando em um serviço livre de interrupções. Agora, cada site é protegido por uma instância própria do WAF contra ataques de SQL injections, Cross-Site Script, entre outros.

Além disso, a migração dos domínios para a Azion ocorreu sem intercorrências e sem comprometer o posicionamento das páginas indexadas nos mecanismos de pesquisa, onde os sites do grupo lideram os ranqueamentos para os mais diversos assuntos relacionados a tecnologia, notícias, entretenimento e muitos mais.

“O benefício foi muito além da performance. A flexibilidade e facilidade em utilizar os produtos da Azion para construir e acompanhar as aplicações é um dos principais diferenciais da empresa. Outro destaque é o atendimento e a preocupação que a Azion tem com seus clientes.” Cezar Baldi, CTO da NZN

Sobre a NZN

No Brasil, um em cada cinco usuários consome conteúdos da NZN, a maior criadora de verticais do país e detentora de algumas das marcas mais importantes da internet brasileira, como TecMundo, The BRIEF, MegaCurioso, Minha Série, Baixaki e Click Jogos.

Fundada há cerca de 20 anos, em Curitiba, a NZN ganhou destaque ainda nos primeiros anos de atividade, quando lançou o Baixaki, que hoje tem 5,4 milhões de usuários únicos, e desde então lançou muitos outros sites que, juntos, somam uma audiência mensal superior a 23 milhões.