1 of 20
2 of 20
3 of 20
4 of 20
5 of 20
6 of 20
7 of 20
8 of 20
9 of 20
10 of 20
11 of 20
12 of 20
13 of 20
14 of 20
15 of 20
16 of 20
17 of 20
18 of 20
19 of 20
20 of 20

Blog

Como o Edge Application pode melhorar a sua experiência de usuário?

Se você visitasse uma empresa que estivesse fechada durante o horário comercial, tivesse longos períodos de espera e anunciasse constantemente serviços irrelevantes, você voltaria? Provavelmente não. Então por que arriscar que seus usuários tenham esse tipo de experiência?

Quanto mais tempo os usuários passam online, mais importante é garantir que seu negócio digital seja o mais personalizado e eficiente possível, o que exige potentes recursos de computação localizados o mais próximo possível dos usuários finais. Devido a esse fato, as maiores empresas de hoje estão substituindo suas CDNs por Edge Computing: um novo tipo de infraestrutura distribuída projetada para a internet moderna.

A Plataforma de Edge Computing da Azion não apenas substitui os serviços de CDN legados, mas traz a programabilidade para o edge da rede para que haja uma melhor experiência do usuário com menos custos operacionais. Este artigo explica como as CDNs se comparam à edge computing, descreve as características de uma edge network e fornece uma introdução aos benefícios e casos de uso do Edge Application.

CDNs vs Edge Computing

O problema com as CDNs tradicionais

Provavelmente, qualquer site atualmente que tenha a aparência e o desempenho dos sites nos anos 90 terá alguns usuários muito decepcionados. Tanto o web design quanto as expectativas dos usuários mudaram consideravelmente desde então, superando as capacidades das CDNs legadas, ou redes de entrega de conteúdo, que surgiram nos anos 90 para resolver os problemas da web 1.0. Em um artigo anterior, explicamos como as CDNs armazenam cópias de conteúdo – ou cache – previamente acessado em locais geograficamente distribuídos chamados de pontos de presença, ou PoPs. Com isso, a entrega é mais rápida, a largura de banda e a carga nos servidores de origem são reduzidas – supondo, é claro, que o conteúdo possa ser armazenado em cache.

Entretanto, esse modelo não é adequado para os sites complexos e para as necessidades de entrega personalizada que temos hoje em dia. Tendo em vista APIs, conteúdo dinâmico e imagens que devem ser perfeitamente dimensionadas, formatadas e renderizadas para exibição em uma variedade de dispositivos e navegadores, tratar a entrega de conteúdo como um assunto simples não é uma opção. Como resultado, muito do conteúdo encontrado nos sites atualmente não pode ser colocado em cache, exigindo que muitas requisições sejam encaminhadas aos servidores de origem.

Como Edge Computing melhora a entrega de conteúdo

Edge computing resolve esse problema deslocando a capacidade de processamento para o edge da rede, o que permite uma entrega mais customizável e uma gama de serviços mais ampla do que simplesmente caching e encaminhamento de conteúdo estático.

Com CDNs você pode…

  • fazer cópias em cache do conteúdo estático;
  • entregar conteúdos em cache para usuários próximos.

Com Edge Computing você pode…

  • executar código personalizado no edge da rede;
  • fazer cache de conteúdo estático e dinâmico;
  • personalizar a entrega com base no local, dispositivo ou outros dados;
  • criar e automatizar fluxos de trabalho para processamento de imagens e outras tarefas;
  • escalar automaticamente sem gerenciar a infraestrutura;
  • executar análises ou visualizar métricas de desempenho em tempo real.

À medida que sites e aplicações se tornam cada vez mais complexos e mais dispositivos se conectam à rede, a necessidade do edge tende a crescer. A IDC prevê que 70% das empresas realizarão algum nível de processamento de dados no edge da rede até 2023. Para maiores informações sobre como a edge computing está afetando o mercado, veja este artigo sobre as Principais Tendências de Edge Computing.

O que é uma Edge Network?

As CDNs fornecem às empresas digitais maior cobertura através de PoPs que estão geograficamente distribuídos próximos aos usuários finais. Um “PoP”, como definido pelo Open Glossary of Edge Computing da LF Edge, é qualquer “ponto em sua infraestrutura de rede onde um provedor de serviços permite a conectividade à sua rede por usuários ou parceiros”. Em outras palavras, qualquer ponto de acesso à rede pode ser um PoP, mesmo que seja um único servidor.

Já as edge networks são mais complexas, pois são constituídas por edge locations que não apenas armazenam dados, mas também executam tarefas de processamento próximas aos usuários finais. Da mesma forma que a cloud computing, as edge networks são definidas por software, permitindo que os clientes “aluguem” computação e armazenamento virtualizados em uma base on-demand, utilizando hardware gerenciado pelo provedor. Diferentemente dos cloud data centers, no entanto, as edge locations são descentralizadas e geograficamente distribuídas, reduzindo a distância que os dados têm que percorrer. Consequentemente, a latência e o uso de largura de banda são reduzidos.

  • CDN PoPs: pontos de acesso à rede distribuídos que armazenam o conteúdo próximo aos usuários finais.
  • Cloud data centers: instalações centralizadas, em hiperescala, localizadas longe dos usuários finais, que fornecem recursos virtualizados sob demanda para computação e armazenamento.
  • Edge locations: instalações descentralizadas e geograficamente distribuídas que realizam serviços de cache e computação próximos aos usuários finais.

Combinando os benefícios de desempenho de uma rede distribuída com os recursos virtualizados e flexíveis dos cloud data centers, as edge networks oferecem uma ampla gama de benefícios, tais como:

  • baixa latência;
  • resiliência;
  • tolerância a falhas;
  • escalabilidade;
  • manutenção quase zero-touch;
  • plano pré-pago (pay-as-you-go).

Com mais de 40 edge locations ao redor do mundo, a Edge Network da Azion permite que sites hospedados em nossa plataforma alcancem 90% dos usuários nas Américas com latência de 30ms, 13x de capacidade de reserva e um SLA de 99,999% de tempo de atividade.

O que é Edge Application?

O Edge Application da Azion permite construir aplicações web para rodar na Plataforma de Edge Computing da Azion, o que possibilita melhor desempenho e escalabilidade com menor infraestrutura para gerenciar. Por meio dela, você pode não só armazenar conteúdo em cache, mas também criar regras inteligentes para personalizar a entrega de conteúdo através de quatro módulos:

  • Edge Caching: defina diferentes configurações de cache para acelerar a entrega de conteúdo estático e dinâmico.
  • Application Acceleration: acelere as aplicações web e as APIs otimizando os protocolos API e gerenciando a entrega de conteúdo dinâmico.
  • Image Processor: reduza custos e melhore o desempenho otimizando a entrega de imagens para vários dispositivos, navegadores e resoluções de tela.
  • Load Balancer: melhore a tolerância a falhas e evite o congestionamento da rede, equilibrando o tráfego entre seus servidores de origem e os provedores de cloud.

Como o Edge Application funciona?

O Edge Application utiliza uma arquitetura de proxy reverso, com edge locations distribuídas, que ficam na frente de seus servidores de origem e agem em seu nome, proporcionando segurança, flexibilidade e escalabilidade sem alterar o endereço do site. Para cada edge application que você cria, a Azion é responsável por entregar o conteúdo e processar as regras comerciais. Ou seja, quando um usuário solicita conteúdo de sua edge application, seu navegador traduz o domínio solicitado através da resolução DNS para um endereço IP pré-configurado e o direciona para nosso roteador SDN, que seleciona o edge node mais próximo e mais seguro para lidar com a requisições e entregar o conteúdo ao usuário com base nas regras que você configurou.

Dessa forma, é possível ter aplicações seguras e de alto desempenho que escalam automaticamente, reduzindo significativamente as tarefas operacionais e permitindo uma variedade de casos de uso, por exemplo:

  • Localização e cache dinâmico: cria regras de requisição e resposta ao conteúdo do cache com base na geolocalização, preferências do usuário ou histórico de compras.
  • Multi-cloud load balancing: elimina o vendor lock-in por meio do balanceamento do tráfego entre vários provedores de cloud.
  • Aceleração de APIs: amplia as funcionalidades da Edge Application com suporte para PUT/POST e outros métodos HTTP.
  • Automatização dos fluxos de trabalho: cria regras para cortar, redimensionar, reformatar e filtrar automaticamente as imagens quando necessário, sem carregar ou gerenciar várias versões de imagens.
  • Aceleração de vídeo: entrega arquivos grandes de forma eficiente, dividindo-os em pequenos pedaços, que são gradualmente entregues ao usuário de acordo com o consumo de dados.
  • Ampliação com Edge Functions: melhora as capacidades de sua aplicação edge com funções predefinidas, como testes A/B ou seu próprio código personalizado com nosso produto de computação sem servidor, o Edge Functions.

Os benefícios do Edge Application

O Edge Application auxiliou empresas como NZN, Omelete e Lojas Renner a melhorarem a experiência do usuário e a agilizarem as operações. Para saber mais sobre os benefícios do Edge Application, confira nossos Casos de Sucesso para ver como a Azion tem ajudado empresas a:

  • reduzir o tempo de carregamento de conteúdo;
  • acelerar a entrega móvel;
  • escalar para atender aos picos de uso;
  • reduzir os custos de cloud e infraestrutura;
  • melhorar o SEO e reduzindo os custos de publicidade;
  • aumentar a receita e as conversões;
  • simplificar as operações.

Conclusão

O Edge Application atualiza e melhora os modelos CDN legados, trazendo a computação para o edge da rede e, assim, permitindo a entrega de conteúdo personalizado para os complexos sites e aplicações atuais. Para conhecer o que a Azion pode fazer por sua empresa, verifique nossos Primeiros Passos e aprenda como criar uma aplicação, ou crie uma conta grátis e comece a construir sua edge application hoje mesmo.