1 of 20
2 of 20
3 of 20
4 of 20
5 of 20
6 of 20
7 of 20
8 of 20
9 of 20
10 of 20
11 of 20
12 of 20
13 of 20
14 of 20
15 of 20
16 of 20
17 of 20
18 of 20
19 of 20
20 of 20

site

doc

blog

success stories

Blog

Saiba como aumentar a sua receita com um site mais tolerante a falhas

Saiba como aumentar a sua receita com um site mais tolerante a falhas

Tolerância a falhas: a ponte entre a sua empresa e o seu cliente

A tolerância a falhas de um site é algo extremamente crítico. Isso porque um site é muito mais do que páginas bonitas e atraentes, ele é a ponte que conecta sua empresa a todos os seus clientes e a todos os visitantes que poderiam se transformar em clientes. Portanto, como essa ponte desempenha um papel crucial para o seu negócio, todos os aspectos relacionados a ela podem e devem ser otimizados para melhorar a experiência do usuário. O que é muito comum acontecer é que, muitas vezes, a primeira mudança que fazemos é na estética do site para garantir que a primeira impressão do usuário seja a de um visual incrível, mas todo esse trabalho focado puramente em estética não vai significar nada se o seu site falhar – principalmente se travar, o mínimo que seja.

Por mais que as empresas pensem que estão preparadas, quando um dia de vendas muito grande acontece, como a Black Friday, sempre há sites que falham devido aos intensos picos de tráfego. Se isso acontecer com a sua empresa, não importa o que sua equipe de relações públicas diga, a sua base de clientes sem sombra de dúvidas vai ficar insatisfeita, e muitos deles farão as compras que já haviam planejado em outro lugar. De acordo com um estudo da Marketing Bulldog, mais de 70% dos clientes que expressaram insatisfação com o desempenho de um site indicaram que eram mais propensos a comprar em um site concorrente. E nós sabemos que existem muitos sites lindíssimos por aí, mas você não vai querer ser só mais um rostinho bonito na multidão, não é mesmo? O que você precisa, na verdade, é de um site que saiba lidar com o aumento do tráfego de clientes a qualquer momento.

É aqui que entra a tolerância a falhas do site – e para falar disso, vamos primeiro explicar o que acontece nas redes tradicionais. Elas são construídas com base em servidores centrais, que funcionam como o cérebro da rede. Então, o que normalmente acontece nesse processo é que tudo o que seu site precisa é colocado em um só lugar e, em seguida, são tomadas as medidas necessárias para proteger esses servidores críticos. Conforme as necessidades de desempenho vão aumentando e as ameaças à segurança evoluindo, as empresas vão atualizando a infraestrutura por meio da aplicação de patches e de complementos mais sofisticados e complexos, e assim vão usando todos os seus recursos para garantir que os servidores centrais nunca fiquem inativos.

Essas soluções paliativas, porém, não conseguem resolver os pontos fracos inerentes a essa arquitetura. Não importa o quão reforçada seja, a natureza centralizada desse tipo de arquitetura cria um ponto único de falha. Então, quando um evento inesperado fizer esse servidor travar – e isso inevitavelmente vai acontecer – ele pode derrubar o seu site junto com ele.

A melhor tolerância a falhas está no edge

Para não passar por esse problema, a melhor solução é se tornar serverless, ou seja, levar o seu site para uma rede edge moderna. Em vez de depender de servidores centralizados, uma rede edge é composta de milhares de pequenos edge nodes, que operam em localizações mais próximas dos seus usuários finais. Cada um desses nodes é configurado para fazer seu próprio load balancing, o que, consequentemente, oferece maior velocidade de conexão e flexibilidade a quem visita o seu site. Mais do que isso, os edge nodes levam a tolerância a falhas do site a um nível maior de estabilidade, já que conseguem tomar as medidas extremamente redundantes para lidar com as eventuais irregularidades.

Em uma rede edge que funciona adequadamente, os inúmeros edge nodes que a compõem seguem o mesmo padrão, o que significa que, mesmo estando em localidades diferentes, todos possuem a mesma capacidade. É assim que as redes edge são capazes de implementar medidas tão importantes. Enquanto uma rede baseada em servidor tem um ponto único de falha, uma rede edge tem milhares de pontos de falha, porém em um modelo que não permite que o sistema maior seja afetado. Ao possuir tantos nodes identicamente funcionais, se um deles falhar ou, por exemplo, for derrubado por um ataque, qualquer tráfego que passa por ele será imediatamente desviado para um node vizinho, evitando que a experiência do usuário seja comprometida, enquanto o node danificado é restaurado novamente. Nesse modelo, as falhas não são temidas, elas inclusive são esperadas. Ou seja, em vez de dedicar toda a energia e recursos para evitá-los, a rede edge é construída para tornar tais falhas irrelevantes. Enquanto uma rede baseada em servidor é uma entidade única, uma rede edge e seus nodes podem ser comparados a uma colmeia e suas milhares de abelhas, que trabalham em sintonia em favor de todo o conjunto.

O Edge da Azion

A Edge Network da Azion é, portanto, uma interpretação sofisticada do princípio de falhas inofensivas. Ela foi construída tendo como foco a velocidade, a segurança e a tolerância a falhas e, além disso, possui pontos de presença no Brasil e no mundo todo. Nossos edge nodes podem ser implementados remotamente e vêm equipados com o avançado Load Balancer da Azion, uma ferramenta de load balancing desenvolvida para lidar com o tráfego no edge. O provisionamento zero-touch das nossas aplicações edge garante que seu site possa ser expandido de forma rápida e eficiente para atender às crescentes demandas.

Resumo

Você já ouviu falar que não é aconselhável colocar todos os ovos em uma única cesta? Pois bem, essa metáfora muito comum no mundo dos negócios também se aplica quando se trata de servidores centralizados, já que eles não são mais a melhor opção para garantir a estabilidade de um site. Lembre-se também de que nenhuma fortaleza é impossível de ser penetrada, então, independentemente da segurança ou da proteção contra falhas adotadas, o servidor eventualmente vai cair. E é justamente por levar isso em consideração que as redes edge conseguem fazer com que um evento desses não seja tão crítico, a ponto de interromper a operação mais ampla da rede. Então, não perca mais tempo e traga a infraestrutura do seu site para o edge ainda hoje. Assim, além de usufruir dos recursos distribuídos e tolerantes a falhas que a Azion oferece, você vai tornar a sua ponte ainda mais sólida, estável e confiável.